Buscar

Na contramão da crise, MS é o único estado com saldo positivo de empregos

País vive maior desemprego da história em que MS é destaque; Nova Andradina aparece na terceira posição entre os 10 municípios maiores geradores de postos de trabalho no Estado

Maior da história, o desemprego mostra a sua pior face no Brasil com um total de 12 milhões de desempregados, segundo dados do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística). Em contrapartida, Mato Grosso do Sul é o único estado a manter saldo positivo em empregos no acumulado de 11 meses.

Os números apontam que Mato Grosso do Sul teve a geração de 5.375 novos postos de trabalho formais no período em que a crise no país provocou a destruição de 117 mil empregos.

 O resultado do Cadastro Geral de Emprego e Desemprego do Ministério do Trabalho e Emprego (Caged-MTE) de novembro de 2016, foi divulgado nesta quinta-feira (29) e já está disponível na Carta de Conjuntura do Mercado de Trabalho, elaborada pela Secretaria de Meio Ambiente e Desenvolvimento Econômico (Semade).

Números apontam que MS teve a geração de 5.375 novos postos entre janeiro e novembro (Imagem: Dourados Agora)

Segundo o Caged, foram fechados 1.396 empregos formais em Mato Grosso do Sul no mês de novembro. A criação de novas vagas com carteira assinada em Novembro ocorreu no Comércio (230 empregos a mais) e na Construção Civil (189 empregos a mais). Nos demais setores da economia houve queda: nos Serviços (837 empregos a menos), na Agropecuária (495 empregos a menos) e na Indústria (483 empregos a menos). No acumulado dos últimos 12 meses até novembro de 2016, Mato Grosso do Sul apresenta uma destruição de 1.977 empregos formais.

Nova Andradina está entre as 10 do ranking

Os dados apontam quais são os 10 municípios maiores geradores de postos de trabalho. Entre estes, o município de Nova Andradina aparece na terceira posição.

O município de Três Lagoas apresentou melhor resultado com geração de 3.547 novos postos de trabalho, seguido Aparecida do Taboado com 843 e Nova Andradina com 706 novas vagas.

A tabela de empregos também lista os 10 municípios que obtiveram maior redução no emprego formal. Nova Andradina não aparece na lista.

Avaliação do governo

Na avaliação do secretário de Meio Ambiente e Desenvolvimento Econômico, Jaime Verruck, os dados do Caged “mostram a situação preocupante e a necessidade de medidas urgentes de reativação da economia do país. Precisamos de ações com resultados”. O secretário acrescenta que a “confiança inicial dos empregadores não vem se confirmando. As últimas ações do governo federal ainda não geraram resultados. Os próximos dois meses ainda deverão ser de resultados preocupantes”.

Sobre o desempenho de Mato Grosso do Sul, Jaime Verruck considera um “fator preocupante” o saldo negativo de 1977 vagas. “A melhoria na construção civil e serviços é positiva. Mesmo assim neste conjunto de notícias negativas, Mato Grosso do Sul figura neste momento na primeira colocação do país em geração positiva de empregos no acumulado janeiro a novembro. Além disso, é o único estado que ainda apresenta saldo positivo de empregos”, lembra o secretário. Até o mês de outubro, somente Mato Grosso do Sul e Mato Grosso mantinham saldo positivo.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.