Nova News

Menu

Domingo, 25/02/2017

- Atualizado em

Leucemia rara: Casal de Nova Andradina afirma que bebê internado nos EUA está curado

Acácio Gomes - Redação Nova News

Imagens: Arquivo da Família

Na manhã desta quarta-feira (11), o Nova News manteve contato com Renata Trovato, esposa de Rafel Ogura, e mãe do bebê Benjamin Ogura, de apenas 10 meses, que foi diagnosticado com um tipo raro de leucemia. O casal é de Nova Andradina, mas vive em Miami (EUA), onde a criança está hospitalizada, em tratamento. Segundo Renata, exames realizados nos últimos dias comprovaram a cura de ‘Bem’, como ele é carinhosamente chamado.


Nas palavras da mãe, um exame de medula foi feito, simultaneamente no hospital e em um laboratório especializado e, após a divulgação do resultado foi apurado que não existem mais células cancerígenas no organismo da criança. Também foi feito um teste de genes que, a exemplo do exame de medula, deu resultado negativo para a doença. Renata explica que Benjamin segue em tratamento para anular as chances de retorno da doença.


“As sessões de quimioterapia deram o resultado esperado e não será mais necessário o transplante de medula. Ele está no segundo ciclo de quimioterapia, depois teremos mais dois ciclos e três anos de acompanhamento para garantir que a doença não volte. Estamos muito contentes com os resultados dos exames. Isso é uma vitória que não tem preço”, explica Renata Trovato.

Com relação à doença, os pais da criança relataram que foram pegos de surpresa no final do ano passado, com o diagnóstico de uma leucemia rara no filho, a chamada leucemia mielóide aguda com diferenciação monocítica. A primeira descoberta veio com o diagnóstico de paralisia de Bell em 21 de novembro de 2016, quando Benjamin ficou com o lado direito do rosto paralisado. 


Após o tratamento, os pais contam que ele melhorou, mas, durante o acompanhamento pós-paralisia, ele teve febre por alguns dias, e os médicos solicitaram exames de sangue mais detalhados, que revelaram a leucemia. Felizmente após o tratamento, a cura foi constatada. A família aproveitou a oportunidade para agradecer a solidariedade de pessoas que colaboraram tanto com orações quanto com recursos materiais, uma vez que as despesas decorrentes do tratamento foram elevadas.


“Queria agradecer primeiramente a Deus porque sei que foi Ele quem curou meu filho e hoje posso afirmar que meu filho é um milagre de Deus! 

 

Quero também agradecer a todos que entraram nessa batalha conosco, que Deus abençoe todos vocês! Continuem a orar por nós porque ainda temos que terminar o tratamento, só que agora mais aliviados! Fiquem todos com Deus!”, finaliza Renata. 


O Nova News acompanha o caso de Benjamin desde o dia 13 de dezembro de 2016, quando a doença havia sido confirmada.

PUBLICIDADE

não hácomentários Não perca tempo e seja o primeiro a comentar esta notícia.

Código de segurança  Gerar outro código