Buscar

Após ser linchado por populares, suspeito de abusar de criança de 8 anos é preso em Nova Andradina

Um homem identificado como A.F.S., de 57 anos, foi preso na manhã desta quinta-feira (10) após confessar ter abusado de uma criança, de apenas 8 anos de idade, no Bairro Durval Andrade Filho (Morada do Sol), em Nova Andradina.

O caso, que choca a população, teria ocorrido por volta das 9h40 na Rua Yutaka Hashinokuti. Segundo as informações a que o Nova News teve acesso, a Polícia Militar foi acionada para atender uma averiguação de abuso a uma criança.

Chegando ao local, policiais ouviram relato de moradores que o suposto autor já vinha demonstrando um comportamento anormal em relação à criança, quando, na manhã desta quinta-feira (10), foi flagrado abusando da menina.

Cb image default
Acusado confessou o ato e disse que já seria a terceira vez que abusava da menina - Foto: Divulgação/PM

Uma testemunha gravou com um aparelho celular o autor abusando da criança. Conforme consta no boletim de ocorrência, o homem já estava sem camisa e fazendo com que a vítima sem o short, apoiasse as mãos em uma mureta da varanda, de modo que ficasse com o corpo flexionado para frente e, em seguida, começou a esfregar a parte do corpo na altura dos órgãos genitais, sem, contudo expô-los nas nádegas da criança.

No local, a princípio, o suspeito não foi localizado, sendo a criança e uma tia encaminhadas à Delegacia de Polícia Civil, acompanhadas pelo Conselho Tutelar. A vítima relatou aos policiais que o autor a ameaçou de morte, assim como a sua tia, caso ela contasse a alguém sobre o ocorrido.

Durante o flagrante, os policiais foram acionados novamente para irem à Rua Santiago Puga, local onde estaria o suspeito. Lá chegando, os policiais se depararam com o A.F.S. caído ao solo, sendo agredido por populares que, ao perceberem a aproximação da viatura, se evadiram.

Como resultado das agressões sofridas, o suspeito apresentava hematomas na face e sangramento no nariz, sendo encaminhado ao pronto-socorro do Hospital Regional ‘Francisco Dantas Maniçoba’. Em entrevista com o acusado, este confessou o ato e que já o fizera três vezes. 

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.