Buscar

INSS se pronuncia sobre carência de peritos em Nova Andradina

Segundo gerente executivo do órgão, há previsão de concurso apenas em 2015

Na manhã desta quarta-feira (29), o gerente executivo do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), regional de Dourados, que responde por várias unidades do interior do Estado, entre elas Nova Andradina, Francisco Carlos da Silva, se pronunciou ao Nova News sobre a carência de peritos na agência local. Com poucos médicos disponíveis, as pessoas que necessitam de perícias precisam se deslocar para unidades localizadas em outras cidades.

Silva admitiu a extrema carência de profissionais em todas as cidades da região. Nas palavras dele, dos três peritos que atuavam em Nova Andradina, uma pediu demissão, um está de licença médica e outra está atendendo, mas também esteve de licença médica por um longo período. As unidades de Ivinhema e Deodápolis estão, atualmente, sem nenhum perito. Segundo o gerente executivo, apenas em Bataguassu, a situação é um pouco mais confortável, com a presença de dois médicos.

Unidade do INSS em Nova Andradina - Imagem: Arquivo/Nova News

“Das 15 agências existentes em Mato Grosso do Sul, seis estão sem peritos. O problema é geral e não ocorre apenas em Nova Andradina”, lamentou Francisco Carlos. Nas palavras dele, outros estados estão na mesma situação. “Pessoas de várias cidades do interior de São Paulo e do Paraná são encaminhadas para perícias em Mato Grosso do Sul, porque lá, a situação também é complicada com a falta desses profissionais”, explica.

Segundo a gerência, por enquanto, não deve haver melhorias no atendimento, uma vez que o próximo concurso público para contratação de peritos para o INSS deve ocorrer somente em 2015, quando deverão ser lotados cerca de dois mil profissionais para todo o Brasil. “Até lá, a única solução é dividir a demanda entre as unidades que ainda contam com peritos. Estamos sensibilizados com a questão, mas não há o que fazer”, desabafa Francisco.

Entenda o caso
  • Não realização de perícias no INSS de Nova Andradina  causa transtornos  à população

Questionado sobre as despesas de viagem das pessoas que precisam buscar atendimento em outras cidades, o gerente explicou que, quando a perícia é solicitada pelo INSS, o órgão efetua o reembolso do valor gasto, porém quando a iniciativa parte do segurado, ele mesmo é que deve custear as despesas com viagem, hospedagem, entre outras. 

 

Na última semana, o Nova News relatou o drama de pessoas que precisam viajar a outras cidades para se submeterem a perícias necessárias à concessão de benefícios.  

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.