Buscar

Campo Grande registra inflação de 0,61% em maio, aponta Nepes

Segundo núcleo, alimentação foi grupo com maior influência no IPC/CG.Acumulado de 2015 está em 6,29% e, dos últimos 12 meses, 8,67%.

Campo Grande registrou inflação de 0,61% no mês de maio, de acordo com o Índice de Preços ao Consumidor (IPC/CG) divulgado pelo Núcleo de Pesquisas Econômicas (Nepes) da universidade Anhanguera-Uniderp nesta segunda-feira (8). O percentual é menor que o registrado em abril, de 1,12%.

Segundo o Nepes, o grupo alimentação foi o que mais influenciou no IPC/CG em maio. Os produtos que tiveram maior aumento de preços dentro do grupo foram abobrinha (58,73%), couve-flor (51,88%) e cebola (36,54%). Enquanto isso, tiveram queda limão (-13,04%), beterraba (-10,03%) e chuchu (-8,99%).

Os outros grupos que tiveram alta foram saúde, educação, vestuário, transportes e habitação. O grupo despesas pessoais teve queda.

Top 10

De acordo com o Nepes, os responsáveis pelas maiores contribuições para a inflação de maio foram diesel (0,06%), blusa (0,04%), papelaria (0,04%), cebola (0,03%), calça comprida feminina (0,03%), acém (0,03%), calça comprida masculina (0,02%), aluguel apartamento (0,02%), bebidas não alcoólicas (0,02%) e paleta (0,02%).Já os itens que mais ajudaram a segurar o IPC/CG com contribuições negativas foram tênis (-0,04%), feijão (-0,01%), sandália/chinelo masculino (-0,01%), amaciante de roupas (-0,01%), maracujá (-0,01%) e cenoura (-0,01%).AcumuladoDe acordo com o Nepes, a inflação acumulada de 2015 está em 6,29%. Nos últimos 12 meses, o percentual totaliza 8,67%.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.