Buscar

Lula chega ao velório para se despedir do neto na Grande SP

Ex-presidente foi levado de Curitiba a São Paulo em avião do governo do PR. Depois, helicóptero e carro terminaram trajeto

Foto: Ricardo Stuckert/Divulgação/PT

Cb image default

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva chegou, por volta das 11h (horário de Brasília) deste sábado (2), ao cemitério Jardim da Colina, em São Bernardo do Campo, na Grande São Paulo.

No local, ocorre o velório de Arthur Araújo Lula da Silva, de 7 anos, neto de Lula, que morreu ontem vítima de meningite meningocócica.

Preso desde o início de abril de 2018 na PF (Polícia Federal), em Curitiba, pela Operação Lava Jato, por causa de corrupção e lavagem de dinheiro no caso do tríplex do Guarujá, Lula foi autorizado, ontem, pela Justiça Federal a se despedir do neto.

Lula saiu da carceragem da PF às 7h e foi levado, num helicóptero da Polícia Civil paranaense, até o aeroporto do Bacacheri. De lá, foi transportado em uma aeronave do governo do Paraná até Congonhas, na zona sul de São Paulo.

Em seguida, um helicóptero Águia da PM (Polícia Militar) conduziu o petista até um heliponto da Volkswagen do Brasil, no km 23,5 da Rodovia Anchieta, de onde Lula foi levado de carro até o velório.

Políticos prestam condolências

No cemitério Jardim da Colina, o deputado federal Rui Falcão (PT-SP) afirmou que o ex-presidente recebeu a notícia da morte do neto com muita emoção. "Mas estamos muito preocupados com a saúde dele", acrescentou.

Por volta das 9h57, ocorreu um tumulto envolvendo apoiadores de Lula em frente ao portão principal do cemitério. Diversos manifestantes começaram a gritar "Lula Livre" no momento em que chegava o ex-senador Eduardo Suplicy. Ele declarou que o ex-presidente passa por um momento difícil e que o STF deve fornecer "toda oportunidade e apoio necessários". 

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.