Buscar

Tipo de sangue pode aumentar risco de Alzheimer

O tipo sanguíneo pode influenciar na saúde de diversas formas, como desenvolvimento de doenças cardíacas e até memória. Agora, um novo estudo realizado pela Universidade de Sheffield, na Inglaterra, mostra que o tipo de sangue também pode influenciar no risco de a pessoa desenvolver doenças cognitivas, como o Alzheimer. As informações foram publicadas pelo IFL Science. 

De acordo com a pesquisa, publicada no Boletim de Pesquisas Cerebrais, os pesquisadores apontaram uma relação entre a massa cinzenta (tecido que forma parte do cérebro) e o tipo de sangue da pessoa. Pessoas com A, B e AB tiveram a menor quantidade de matéria cinzenta na parte posterior do cerebelo.

Quanto maior essa massa, menor a chance de a pessoa desenvolver doenças como o Alzheimer. Cientistas ainda mostraram que quem tem o tipo O tem maior volume de massa cinzenta, quando comparado aos outros tipos sanguíneos. 

Os participantes do estudo são adultos saudáveis mentalmente e que já haviam sido submetidos a exames de ressonância magnética para outras pesquisas.

Um dos autores do esttudo Matteo DeMarco disse que os resultados indicam que quem tem o sangue tipo O está mais protegido de doenças.

— No entanto, testes adicionais e mais pesquisas são necessárias para entenderemos mecanismos biológicos que podem estar envolvidos. 

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.