Buscar

VÍDEO: Operários tapam buracos que não existem em rua do Parque dos Poderes

Prefeitura protege empreiteira, mas garante que funcionários foram demitidos

jwplayer("container_video_210777").setup({file: "https://www.youtube.com/watch?v=1ucMUSwc6es",width: "300",height: "225"});

Ao contrário do que afirmam fontes oficiais, o serviço de tapa buracos da Prefeitura de Campo Grande é feito em pontos de rua que não tem buraco. O vídeo feito em frente a um condomínio de luxo, na região do Parque dos Poderes, confirma a irregularidade, enquanto o Município, sem informar o nome da empresa responsável pela irregularidade, garante que a corda arrebentou do lado mais fraco: os operários foram demitidos.

A situação foi flagrada na quinta-feira (22) – e divulgada na terça-feira (27) – por câmeras de vídeo de um condomínio de luxo no Parque dos Poderes. Nas imagens, é possível ver o momento em que operários descem do caminhão e aplicam massa asfáltica no meio da rua sem buraco.

O porteiro Eder Palermo, que trabalha no condomínio, gravou de seu próprio celular as imagens registradas pelas câmeras de segurança. Perplexo com o que via, o funcionário ‘narra’ o serviço dos trabalhadores: “Aqui em Campo Grande, MS, é diferente, o pessoal prevê o buraco que vai aparecer. Não tem buraco algum, aí funcionário altamente treinado pelo nosso prefeito vai e tampa tudo. Nosso prefeito Gilmar Olarte está de parabéns”.

Indignado com a situação, Eder resolveu procurar os moradores do condomínio e relatar o flagrante. Com a autorização e mesmo recomendação de divulgação, o porteiro disparou o vídeo nas redes sociais. “Sempre ouvi falar que faziam reparos sem necessidade, mas não acreditava. Desta vez vi. É um absurdo”, comenta.

Situação semelhante ocorreu no Jardim Leblon, em Campo Grande, onde moradores denunciaram ao Jornal Midiamax serviço de tapa-buraco na Rua Tamoio. Os remendos foram feitos em locais onde não tinha buracos, afirmam os moradores – sobre este caso, a Prefeitura disse apenas que desconhecia situações onde são feitos reparos sem necessidade.

A Prefeitura de Campo Grande foi procurada pela reportagem para dar respostas sobre o flagrante feito no Parque dos Poderes. Questionada sobre o motivo do serviço desnecessário, nome da empresa e valores desperdiçados, a assessoria de comunicação confirmou apenas que o trabalho foi feito por uma empreiteria, sem revelar o nome da contratada, e disse que os funcionários envolvidos foram demitidos.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.