Buscar

2° Seminário Regional do Mais Alfabetização apresenta trabalho realizado em 2019 nas escolas

Programa contempla as escolas das redes estadual e municipal de Nova Andradina, Batayporã e Taquarussu

Cb image default
Fotos: João Cláudio 

Foi realizado na última quarta-feira (11), no auditório do Paço Municipal, o 2º Seminário Regional de encerramento do Programa Mais Alfabetização e o Projeto Alfabetização e Orientações Didáticas, com a participação de escolas das redes estadual e municipal de Nova Andradina, Batayporã e Taquarussu.

Fizeram parte da mesa de autoridades, o prefeito Gilberto Garcia, Coordenadora Regional de Educação, Silvia Maria dos Santos e Coordenador Adjunto Gabriel Galiego Neto, representando a Secretaria de Estado de Educação, secretário municipal de educação, Fábio Zanata, Coordenadora Regional do PMALFA, Vânia Aparecida de Almeida Bagi, Coordenadores Municipais do PMALFA, Maria Solange de Oliveira (Nova Andradina) e Jorge Aguilar (Taquarussu).

Este é o segundo ano de vigência do programa, cujo principal objetivo é melhorar os indicadores sul-mato-grossenses na educação básica, além de fortalecer e apoiar o processo de alfabetização dos estudantes regularmente matriculados no 1º e 2º ano do ensino fundamental, considerando o disposto na Base Nacional Comum Curricular (BNCC).

Com o tema "Socializando saberes materializadas em práticas de aprendizagens exitosas", o seminário é uma forma de apresentar, compartilhar e valorizar o trabalho dos docentes envolvidos neste programa, como também no Projeto "alfabetização e orientações didáticas", desenvolvidas durante o ano letivo de 2019.

A representante da SED, Silvia dos Santos, parabenizou os "guerreiros e guerreiras da alfabetização, que não desistem nunca". Ela afirmou que a coordenadoria será sempre uma parceira do governo municipal e declarou que "Esse é o momento de reverenciar os professores, coordenadores e a gestão da educação que está no chão da escola, que se dedicam a melhorar o ensino das nossas crianças.

Na análise do secretário Fábio Zanata, o programa tem suas dificuldades, mas reflete diretamente na melhoria da educação básica. "Então, é preciso encarar, acreditar e ter força de vontade para levar adiante para garantir que nossas crianças cheguem ao 3º ano alfabetizadas, ou seja, sabendo ler e escrever. Parabéns a todos pelo empenho", declarou o titular da educação de Nova Andradina.

O prefeito Gilberto Garcia, afirmou que um país se mede pelo seu capital intelectual e que para se alcançar um patamar de desenvolvimento a educação deve ser prioridade. "Aqui não tem professor da rede estadual ou municipal, tem professores. Nossa preocupação é de proporcionar um ensino de qualidade aos alunos e, para isso, investimos alto em educação e na valorização dos nossos profissionais, que hoje têm o melhor salário do interior de MS", ressaltou, parabenizando a todos pelo grande trabalho que vem sendo desenvolvido.

No hall do auditório do Paço Municipal, foram apresentadas as práticas exitosas de aprendizagem, por meio da mostra de trabalhos confeccionados nas escolas. A interpretação da música Imagine, de John Lenon, feita pelo professor Jean Carlos Nunes abrilhantou o evento. Em seguida os estudantes da Educação Básica da Escola Estadual Professora Fátima Gaiotto Sampaio abrilhantaram o evento com a peça teatral "O tempo".

Durante o seminário foram apresentados os trabalhos realizados durante o ano de 2019, contando com a presença dos gestores das unidades escolares, coordenadores pedagógicos, professores e assistentes de alfabetização.

Lançamento do livro da escritora Maura Mam

Paralelamente ao seminário, foi realizado o lançamento da autobiografia e manhã de autográfos da escritora nova-andradinense Maria Aparecida Maura, ou simplesmente, Maura Man.

A produção literária com o título "Vencedora" mostra a trajetória de vida da artista que superou as dificuldades de uma má-formação congênita ao encontrar na arte sua felicidade.

Na ocasião, Maura autografou os livros vendidos e também aproveitou para divulgar seu outro talento: a pintura. Algumas telas estiveram expostas no hall do segundo andar do Paço Municipal.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.