Buscar

Acesso a linhas de crédito impulsiona agricultura familiar e turbina PIB nova-andradinense

Ações da Prefeitura têm no Banco do Brasil sua principal parceria no fomento à agricultura familiar, destaca Hernandes Ortiz

Cb image default
Imagem: Cogecom

Ações articuladas entre a agência local do Banco do Brasil com a prefeitura de Nova Andradina vêm impulsionando a agricultura familiar e mudando a realidade de muitos pequenos produtores, especialmente, os assentados da reforma agrária que, através do crédito rural, ampliaram a produção e, consequentemente, a sua renda familiar.

Dentre todas as iniciativas, o Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf) é o maior destaque. Isso porque proporciona aos agricultores, assentados da reforma agrária e pequenos produtores tradicionais inúmeras linhas de créditos, com juros abaixo da inflação e selic.

Em reunião ordinária do Conselho Municipal de Desenvolvimento Rural de Nova Andradina, realizada na primeira quinzena de dezembro, o Banco do Brasil esteve representado por seu gerente local Dilson Moraes, estreitando ainda mais o relacionamento da instituição financeira com a representatividade do setor da produção rural do município.

Em palestra, Dilson reforçou a importância do Banco do Brasil no desenvolvimento rural, destacando a parceira com a prefeitura e a Agraer. "A nossa participação no fomento à produção no campo está garantindo, só em Nova Andradina, milhões de reais em investimentos que representam melhorias das propriedades, que vão expandindo, consideravelmente, a renda e o emprego na cidade", disse o gerente da agência.

Dilson frisou ainda que, o Banco do Brasil oferece condições diferenciadas em Nova Andradina, agilizando propostas de captação de recursos através de quatro especialistas que atuam neste setor, com expertise no Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar.

O secretário municipal de Desenvolvimento Integrado Hernandes Ortiz, destacou que este trabalho está impulsionando a geração de emprego e proporcionando melhorias na qualidade de vida dessas famílias. Segundo Ortiz, a iniciativa promove e amplia a oferta de alimentos orgânicos, que são considerados mais saudáveis pelos especialistas em nutrição e saúde.

"Com o Pronaf, o Banco do Brasil injetou, só no ano passado, mais de R$ 40 milhões na economia atendendo centenas de agricultores familiares. A expectativa para este ano é que esta marca seja superada, o que na prática, aumentam as vendas no comércio na cidade, que passa a vender mais implementos e insumos agropecuários, veículos de passeio e utilitários, tratores, dentre outros bens de consumo, fazendo a roda da economia girar. Por isso, agradecemos ao Banco do Brasil, na pessoa do gerente Dilson Moraes e à Agraer por todo suporte dado", destaca Ortiz.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.