Buscar

Acusado de atropelar e matar mãe e filha é condenado a 14 anos de prisão

Acácio Gomes - Redação Nova News

Teve início por volta das 13h30 desta sexta-feira (17), nas dependências do Fórum da Comarca de Nova Andradina, o julgamento de Odenir Rodrigues dos Santos, acusado de atropelar a causar a morte de duas mulheres na cidade de Nova Andradina, no dia 01 de novembro de 2015.

A sessão durou por toda a tarde e terminou apenas por volta das 19h. Durante os trabalhos, acusação e defesa expuseram suas teses para os jurados. Ao final do julgamento, o juiz José Henrique Kaster Franco proferiu a sentença, na qual o réu foi condenado a 14 anos de prisão em regime fechado.   

Momento em que juiz José Henrique Kaster Franco procedia a leitura da sentença de Odenir Rodrigues (Imagem: Nova News)

O Nova News apurou que Odenir Rodrigues deverá cumprir 2/5 da pena e, levando em conta o fato de ele já estar preso há cerca de um ano, ele dever ficar privado de liberdade por mais quatro anos e sete meses. A decisão chamou a atenção das pessoas presentes, pois deverá se tornar jurisprudência por se tratar de um caso inédito onde uma pessoa foi condenada por crime ocorrido no trânsito.

A equipe do site esteve no local e constatou que a sala do Tribunal do Júri estava lotada de pessoas para acompanhar os trabalhos. Entre os presentes estavam familiares e amigos das partes envolvidas, além de acadêmicos da área do Direito e membros da população em geral, já que o caso teve grande repercussão em toda a região. 

Sala do Tribunal do Júri ficou lotada com a verdadeira multidão que compareceu para acompanhar os trabalhos (Imagem: Acácio Gomes / Nova News)

O fato

No dia 01 de novembro de 2015, por volta das 21h, um acidente de trânsito envolvendo uma motocicleta Honda Biz e uma caminhonete Silverado deixou duas pessoas mortas na rodovia MS-134, próximo ao Centro de Diagnóstico de Câncer de Nova Andradina. Roselene Temóteo Nascimento, de 44 anos, e sua filha, Máyra Temóteo Carvalho, de 20 anos, morreram no local.

O condutor da caminhonete deixou abandonou o veículo e deixou o local. Durante os levantamentos, a polícia identificou o motorista da caminhonete como sendo Odenir Rodrigues dos Santos, que se apresentou na 1ª Delegacia de Polícia no dia 05 de novembro de 2015.

Saiba mais
  • Condutor que atropelou e matou mulheres será julgado nesta sexta-feira (17) em Nova Andradina

No depoimento, questionado se ele estava sob efeito de álcool, o homem admitiu que ingeriu bebida alcoólica durante o dia, inclusive em um bar localizado às margens da rodovia MS-134, na região de um assentamento, no entanto, o acusado contou que a quantidade de bebida ingerida por ele foi muito pequena e não seria o suficiente para comprometer seus sentidos.

Naquela data, Odenir prestou depoimento e foi liberado. Com a conclusão do inquérito, o caso foi encaminhado aos cuidados do Ministério Público Estadual (MPE-MS) que, por sua vez, ofereceu denúncia ao Poder Judiciário da Comarca de Nova Andradina, que definiu a realização do júri para este dia 17 de fevereiro.

Roselene Temóteo Nascimento, de 44 anos, e sua filha, Máyra Temóteo Carvalho, de 20 anos, morreram no local do acidente (Imagem: Arquivo)

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.