Publicado em 14/01/2015 às 11:46, Atualizado em 26/04/2017 às 11:40

Após 20 anos de tradição, carnaval de Ivinhema pode não acontecer em 2015

Prefeito Tuta alega falta de recursos financeiros para a realização do evento

Germino ROz, Redação Nova News

Após mais de 20 anos de tradição, município de Ivinhema poderá ficar sem carnaval em 2015. A informação foi confirmada ao Nova News na manhã desta quarta-feira (14) pela assessoria do prefeito municipal de Ivinhema, Eder Uilson (Tuta).  De acordo com pasta, a probabilidade de que o carnaval seja cancelado é de 90%, uma vez que o município não conta com recursos para o custeio da festa e o Governo do Estado ainda não sinalizou nenhuma ajuda para o tradicional carnaval do Vale do Ivinhema.

Em recente entrevista ao site Ivinotícias, o prefeito Tuta declarou que o município passa por dificuldades financeiras e, prezando pelas prioridades do municípios vê que não será possível a realização do carnaval de 2015, devido à crise que atinge, não só Administração de Ivinhema, mas de muitos outros municípios do Estado.

Nas palavras do prefeito, uma saída seria a colaboração do Governo do Estado, o que traria um alívio para os cofres públicos do município, uma vez que o custeio do carnaval de bloco é atribuído aos patrocinadores e à Administração Municipal, que sempre arca com a maior parte dos investimentos. Segundo Tuta, uma reunião com o governador Reinaldo Azambuja (PSDB) seria mediada pelo deputado estadual eleito, Renato Câmara (PMDB).

Imagem: Arquivo/Ivi Notícias

O prefeito disse também que o município não conta mais com um local apropriado para a realização do evento. Nas palavras dele, a Avenida Brasil, que durante muitos anos sediou o encontro dos foliões, se tornou inviável depois da expansão comercial. Segundo Tuta, realizar um carnaval na rua seria procurar problemas judiciais com os comerciantes locais, que já se declararam contrários à realização da festa na avenida.

Outro local pensado pelo prefeito seriam o Parque de Exposições, porém, após reunião com as forças policiais e com o promotor de Justiça do município, o possibilidade foi descartada. A informação repassada pelo prefeito foi de que nesta reunião, os agentes da lei orientaram que não se fizesse carnaval no parque, uma vez que a proximidade com a rodovia e o consumo excessivo de bebidas alcoólicas poderia causar diversos acidentes envolvendo os foliões e pessoas que poderiam estar em trânsito pelo local.

Ainda na entrevista, o prefeito chega a se comparar a um pai de família, que prefere deixar de fazer a festa de aniversário da filha para não acumular dívidas. "Não há ninguém mais angustiado do que eu com esta situação", relata. Tuta chegou a escrever um comunicado em uma notícia publicada nas redes sociais. Na postagem, o gestor explica quais foram os  motivos que o levaram a tomar a decisão de por hora, cancelar o carnaval de 2015.

Confira na íntegra:

Ainda na manhã desta quarta-feira (14), o Nova News tentou contato telefônico com o prefeito Tuta para confirmar se a reunião com Azambuja já teria ocorrido e como estava o andamento das negociações para a realização da festa, porém, através do número de telefone informado pela assessoria do prefeito não foi  possível manter contato com ele. O site se coloca a disposição para eventuais esclarecimentos