Buscar

Após ano dramático, 8º BPM objetiva criar pelotão de trânsito em Nova Andradina

Ideia consiste em realizar ações específicas e mais rígidas para conter os acidentes e as infrações que diariamente acontecem no município

Colocando Nova Andradina em alerta, o trânsito teve em 2017 um dos anos mais preocupantes em relação à incidência de acidentes violentos. Com número três vezes maior do que o ano anterior, várias pessoas perderam a vida nas ruas da cidade em um cenário considerado caótico por especialistas no assunto diante do alto grau de desrespeito às regras de trânsito.

Como alternativa para reverta tal situação, o 8º BPM (Batalhão de Polícia Militar), através da Seção de Trânsito, está objetivando a criação de um pelotão de trânsito. A ideia, segundo o 2º tenente Harley de Freitas Barbosa, se baseia em realizar ações específicas e mais rígidas para conter os acidentes e as infrações que diariamente acontecem no município.

Detalhando o teor da proposta com exclusividade à reportagem do Nova News, Freitas explicou que o batalhão quer sensibilizar o comando geral da Polícia Militar de Mato Grosso do Sul a autorizar a criação do pelotão. “Como todos sabem, o trânsito de Nova Andradina está cada dia mais caótico. Fora os acidentes que não param, 2017 teve um total de mortes antes jamais visto. Hoje o trânsito mata mais que os homicídios em nossa cidade e essa realidade não pode continuar”, pontua o chefe da seção.

Cb image default
PM pretende desenvolver um trabalho específico no trânsito com maior fiscalização nas ruas - Foto: Luciene Carvalho/Nova News

Pôr fim às irregularidades praticadas pelos condutores de trânsito em Nova Andradina é, conforme o tenente, a principal proposta de atuação do pelotão. “Se efetivado, o pelotão terá sua sede independente com efetivo e viaturas próprias. Desta maneira, a Polícia Militar poderá desenvolver um trabalho específico no trânsito com maior fiscalização nas ruas”,

Classificando a medida como primordial, Freitas expôs que o município hoje tem limitações que precisam ser equacionadas. Uma dos pontos, segundo ele, é a situação dos pátios para recolhimento de veículos irregulares que estão lotados em Nova Andradina. “Não adianta a PM multar e não termos onde colocar o veículo que circula de forma errada pelas ruas da cidade. Nossa ideia também a partir da criação do pelotão é a aquisição de um guincho para dar suporte a esse tipo de ocorrência. Se devidamente flagradas as irregularidades, os recursos são gerados por infrações volta para ser investido na segurança do trânsito”, enfatizou o tenente.

Acompanhada pelo comandante do 8º BPM, tenente coronel Rodrigo Alex Potrich, a proposta visa buscar mais policiais para Nova Andradina a partir da abertura de um concurso público que deverá ser aberto em breve no Estado.  

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.