Buscar

Bebês de 6 meses a 1 ano devem tomar a vacina contra o sarampo

Dia 07 de setembro, a ESF Centro estará efetuando a vacina das 8 às 16 horas

Imagem: Divulgação

Cb image default

O Ministério da Saúde divulgou uma nova nota informativa alterando a população alvo para tomar a vacina contra o SARAMPO. A partir de agora, TODAS as crianças de seis meses a menores de um ano de idade devem ser vacinadas, independentemente se irão viajar.

A chamada "dose zero" não substitui e não será considerada válida para fins do calendário nacional de vacinação da criança. Assim, além dessa dose que está sendo aplicada agora, os pais e responsáveis devem levar os filhos para tomar a vacina tríplice viral (D1) aos 12 meses de idade (1ª dose); e aos 15 meses (2ªdose) para tomar a vacina tetra viral ou a tríplice viral + varicela.

A vacinação de rotina das crianças deve ser mantida independentemente do planejamento de viagens para os locais com surto ativo do sarampo ou não. O ministério destaca que a vacina é o principal meio de prevenção de sarampo, caxumba e rubéola.

Além das crianças, os profissionais da saúde também devem ser imunizados independentemente da idade, recebendo duas doses de vacina contendo o componente sarampo. Os profissionais que não comprovarem duas doses dessas vacinas deverão ser vacinados, conforme a situação encontrada. Para evitar a transmissão nas unidades de saúde, é fundamental que todos os trabalhadores dos serviços estejam vacinados.

Num esforço da gestão do prefeito Gilberto Garcia, no dia 07 de setembro, a ESF Central estará efetuando a vacinação contra o sarampo. A ideia é que os pais aproveitem o feriado nacional para imunizar seus filhos, protegendo contra essa doença. A unidade de saúde estará aberta das 08h às 16h, na rua Melvin Jones, 1142 – centro.

Sobre o sarampo

A doença se espalha pelo ar por gotículas respiratórias produzidas ao tossir ou espirrar. Requer um diagnóstico médico. Os sintomas do sarampo aparecem apenas de 10 a 14 dias após a exposição. Eles incluem tosse, coriza, olhos inflamados, dor de garganta, febre e irritação na pele com manchas vermelhas.

As pessoas podem ter:

Dores locais nos músculos

Tosse forte ou seca

No corpo: fadiga, febre, mal-estar ou perda de apetite

No nariz: nariz escorrendo, vermelhidão ou espirros

Na pele: erupções ou manchas vermelhas

Também é comum: conjuntivite, dor de cabeça, dor de garganta, inchaço dos gânglios, irritação nos olhos ou sensibilidade à luz.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.