Buscar

Bombeiros voltam atender ocorrências com unidade de resgate em Nova Andradina

Impasse deve terminar em definitivo até o fim de semana quando viatura de Nova Andradina volta da manutenção e a que serve Nova Casa Verde retorne para a sua base 

Os dias de drama do Corpo de Bombeiros em não ter uma unidade de resgate no atendimento diário às ocorrências caminham para o fim. A previsão é que ainda semana a unidade disponível à Nova Andradina volte a circular. Mas, quem já pôde notar, os bombeiros voltaram a atender as ocorrências com uma unidade de resgate.

As informações a que a reportagem do Nova News teve acesso apontam que a viatura pertencente ao Distrito de Nova Casa Verde precisou vir para a sede do município enquanto a viatura do Samu está em revisão.

Antes, porém, o socorro às vítimas nas ocorrências se limitava apenas à utilização da nova viatura de salvamento da corporação, que se trata de uma camioneta Triton L-200. Os bombeiros atendiam todas as ocorrências sem, no entanto, poderem fazer o transporte das vítimas que era feito pela unidade de resgate do Samu, do tipo ambulância.

Outra situação verificada é que a corporação de Nova Andradina está sem viatura auto tanque que se refere ao atendimento de combate de incêndios. Nas ocorrências um caminhão pipa da Prefeitura Municipal está dando suporte. 

Viatura de Nova Casa Verde está operando na sede do município enquanto a viatura do Samu está em revisão (Imagem: Arquivo Nova News)

À reportagem, a comandante do Corpo de Bombeiros, major Tatiane Dias de Oliveira Inoue, detalhou que a situação tende a voltar à normalidade após a efetivação dos trâmites burocráticos que são demandados para o reparo dos veículos. Segundo ela, é previsto que até esta sexta-feira (07) termine a manutenção da unidade de resgate de Nova Andradina e a viatura de Casa Verde seja recambiada para sua base.

Quanto à viatura de combate a incêndio, a major diz que a liberação demanda mais tempo por se tratar de um problema no motor do veículo. “Os trâmites da administração pública demandam de tempo e, neste caso, o processo é mais moroso, nada podemos fazer até que seja concluído. Há casos de manutenções mais rápidas. Tudo depende do tipo de reparo que o veículo precisa”, pontua a comandante do 3º SGBM (Subgrupamento de Bombeiros Militar) ao expor ainda que uma viatura auto tanque de Mundo Novo está dando suporte em Nova Andradina.

A comandante fez questão de salientar que a defasagem na frota de veículos na corporação não prejudica o trabalho prestado à população. “Se acionados, vamos para todos os atendimentos e recorremos a quem for necessário, como no caso o Samu e a Prefeitura, bem como ainda outras unidades do Estado, para não deixar a população desassistida”, enfatizou a major Tatiane ao falar que das quatro viaturas da corporação, apenas duas estão circulando, enquanto as outras duas que há na corporação são de fora até que a manutenção dos veículos seja concluída. 

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.