Buscar

Câmara de Nova Andradina aprova lei que veta uso de narguilé por menores de 18 anos

Projeto de lei, de autoria do vereador Nenão, segue para sanção do prefeito Roberto Hashioka

A Câmara Municipal de Nova Andradina aprovou, durante sessão ordinária realizada na noite desta segunda-feira (11), o projeto de lei nº 10, de 09 de abril de 2015, que proíbe o uso de narguilé em locais públicos e a venda de cachimbos utilizados para consumo do produto a pessoas menores de 18 anos.

O projeto de lei, de autoria do vereador Newton Luiz de Oliveira, Nenão, (PMDB), que recebeu parecer favorável da Comissão de Justiça e Redação, foi aprovado por unanimidade pelos demais edis.  Durante sua fala, Nenão justificou a importância da lei e citou outras cidades do Estado, como Três Lagoas, que, em breve, também deverá contar regulamentação da lei.

“Confesso que o narguilé, no começo, até me chamava atenção e parecia ser muito charmoso, mas quando passamos a pesquisar sobre ele, podemos perceber o quanto é prejudicial à saúde", lembrou o vereador. A lei, que pode ser aplicada em Nova Andradina, vem de encontro com a lei federal nº 9.294, de 15 de julho de 1996, do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA).

Uso do produto é bastante comum  entre adolescentes e jovens - Imagem: Reprodução/Divulgação

O texto da lei cita a proibição do uso de cigarros, cigarrilhas, charutos, cachimbos ou de qualquer outro produto fumígero, derivado ou não do tabaco, em recinto coletivo, privado ou público, salvo em área destinada exclusivamente a esse fim, devidamente isolada e com arejamento conveniente.

Para o vereador e médico, Sandro Hoici (Democratas), o uso do narguilé é extremamente prejudicial à saúde. Segundo ele, induzidos pelos diversos sabores encontrados no mercado, tais como menta e chocolate, os consumidores fumam demasiadamente e chegam a consumir o equivalente a 50 cigarros por dia. 

Induzida pelos sabores,  a  pessoa chega  a consumir o equivalente a 50 cigarros
Dr. Sandro

"As pessoas, às vezes, não tem noção do mal que estão causando à sua saúde. A fumaça do narguilé, uma vez inalada, segue direto para o pulmão, causando um dano bem maior que o cigarro", alertou. 

 

Após aprovação da Câmara Municipal, o projeto de lei, que proíbe a compra e o uso do produto por menores de 18 anos, segue para sanção do prefeito Roberto Hashioka (PMDB).

O produto*

O narguilé, também conhecido como cachimbo d’água, shisha ou hookah, é vendido como peça de decoração e usado por jovens e adultos em festas e eventos sociais.Parece inocente, mas o que muitos não sabem é que o narguilé causa dependência e, em longo prazo, câncer de pulmão, boca e bexiga, aterosclerose e doenças respiratórias e coronarianas.

O uso frequente dos produtos derivados do tabaco causa também problemas de fôlego, mau hálito e envelhecimento precoce, mesmo em usuários adolescentes e jovens. O fumante passa a ter dificuldades de praticar esportes e outras atividades saudáveis de que gosta.Um dos grandes riscos do narguilé é a intoxicação por monóxido de carbono — mesmo gás tóxico liberado pelos canos de descarga de automóveis — o que gera a redução da oxigenação do sangue e do cérebro.

Saiba mais
  • Projeto de Lei proibirá uso e venda de Narguilé em Nova Andradina a menores de 18 anos
  • Lei vai multar quem usar narguilé em público ou vender para menores
  • Polícia  apreende  narguilé usado por jovens em praça de Nova Andradina

Os sintomas de intoxicação aguda por monóxido de carbono são inespecíficos e podem variar de fadiga, náuseas, e dores de cabeça à perda da consciência, desmaios, arritmias cardíacas, isquemia miocárdica e morte.

 

O uso de narguilé é prejudicial à saúde e pode ser a porta de entrada para a dependência do tabaco e de outras drogas. Além disso, ao compartilhar o narguilé com outros usuários, a pessoa se expõe a hepatite C, tuberculose, herpes e outras doenças da boca.

De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), o tabagismo é a principal causa de morte evitável em todo o planeta. Seis milhões de pessoas morrem no mundo por ano devido ao uso do cigarro. E, somente no Brasil, 75% dos fumantes começam a fumar antes dos 18 anos.

Adolescentes fumantes possuem alta probabilidade de se tornarem adultos fumantes. Quanto mais cedo a pessoa entra na dependência do tabaco, maior o risco de contrair câncer e outras doenças crônicas não transmissíveis.(*Com informações do Portal Brasil/Portal Bonde). 

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.