Sexta, 13 de Dezembro de 2019
Buscar

Católicos de Nova Andradina e Batayporã organizam celebrações em honra a Nossa Senhora Aparecida

Dia da Padroeira do Brasil é neste sábado (12)

Imagem: Reprodução

Cb image default

A exemplo do que acontece em todas as comunidades católicas de norte a sul do país, em Nova Andradina e Batayporã, os fiéis também se empenham na preparação das homenagens a Nossa Senhora Aparecida, Padroeira do Brasil, celebrada neste sábado (12).

Nova Andradina

Conforme apurado pelo Nova News, em Nova Andradina, na comunidade Nossa Senhora Aparecida, no Bairro Morada do Sol, desde o dia 30 de setembro foi realizada novena em honra à santa. Já nesta quarta-feira (09), quinta-feira (10) e sexta-feira (11) acontece o tríduo, com celebrações sempre às 19h30.

Já no sábado (12), às 08h, haverá carreata e pedalada pelas ruas da cidade e, às 18h, missa solene. No domingo (13), às 15h, acontece um bingo beneficente à comunidade.

Batayporã

Na cidade de Batayporã haverá, neste sábado (12), uma procissão, com concentração às 16h em frente à Igreja Matriz. Ás 16h30, os fiéis saem em caminhada até a Capela Nossa Senhora Aparecida, na Vila José Mustafá, onde haverá a celebração de santa missa com a coroação de Nossa Senhora.

A devoção

Segundo a Igreja Católica, a virgem Santa, mãe de Jesus Cristo, apareceu em diversas localidades ao redor do mundo em momentos importantes da história, em cumprimento à profecia do Evangelho de Lucas "Por isso me proclamarão bem-aventurada todas as gerações". Graças à misericórdia de Deus, Maria apareceu no Brasil na forma de uma imagem negra, na época em que a escravidão no país estava em alta.

Maria foi proclamada Nossa Senhora da Conceição Aparecida, Rainha do Brasil, em 16 de julho de 1930 pelo papa Pio XI. O Brasil rende-se ao amor incondicional da “Mãe Negra” no dia 12 de outubro, data que marcou, em 1980, a proclamação de feriado e consagração do Santuário Nacional de Aparecida pelo Papa João Paulo II.

A aparição da imagem ocorreu em 1717, época das Capitanias Hereditárias. O governante das capitanias de São Paulo e Minas de Ouro estava de passagem pelo Vale do Paraíba, mais precisamente por Guaratinguetá. Animados com a visita, o povo daquela localidade resolveu fazer uma festa de boas-vindas e para isso chamaram três pescadores, Domingos Garcia, João Alves e Filipe Pedroso para lançar as redes no rio e pescar bons peixes.

O fato era que, naquela época, meados de outubro, não era tempo de peixes. Porém, como não podiam contradizer o pedido, rezaram pela proteção e benção da Virgem Maria e de Deus para que pudessem voltar à terra firme com fartura. Depois de inúmeras tentativas sem sucesso, eis que surpreendentemente eles pescaram o corpo de uma imagem.

Curiosos, lançaram novamente as redes e “pescaram” uma cabeça que se encaixou perfeitamente ao corpo. Depois deste encontro, que nos dias de hoje é representado em todo o Brasil no dia 12 de outubro emocionando os fieis, o barco se encheu tanto de peixes que ele quase virou!

A partir daí, a devoção da santa foi se espalhando. Primeiro nas casas, depois se construiu uma capela, depois uma basílica, até chegar ao quarto maior santuário do mundo, o Santuário Nacional de Aparecida localizado na cidade de Aparecida, interior do Estado de São Paulo.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.