Buscar

Centro de Diagnóstico será inaugurado nos próximos dias

Unidade, localizada em Nova Andradina, deverá atender moradores de toda a região

Está prevista para os próximos dias inauguração do Centro de Diagnóstico do Hospital de Câncer de Barretos, em Nova Andradina. Segundo o empresário e pecuarista Ademar Capuci, responsável pelos assuntos referentes ao Hospital de Câncer de Barretos no Mato Grosso do Sul, a estrutura do Centro de Diagnóstico de Câncer de Nova Andradina já está finalizada. Capuci adiantou que a unidade terá mais de 70 funcionários, dos quais já foram contratados 37 servidores. Ademar contou também que já está confirmada a contratação de dois médicos oncologistas que atuarão de forma exclusiva na unidade de Nova Andradina.

De acordo com Ademar, a espera agora está na assinatura do convênio por parte do Governo do Estado. “Podem ficar ligados no Diário Oficial. Assim que o Governo Estadual assinar esse convênio, em cinco dias, o Centro de Diagnóstico de Câncer de Nova Andradina estará funcionando. Já estamos há 30 dias a espera dessa assinatura, que deve ocorrer nos próximos dias”, disse ele.

Nas palavras de Capuci, cerca de 300 pessoas de Nova Andradina estão recebendo tratamento na Unidade do Hospital de Câncer de Barretos. O número é mais expressivo quando se fala a nível estadual, segundo ele, são 4.200 pessoas que se tratam em Barretos sem onerar gastos para o MS.

Serão contratados dois médicos oncologistas que atuarão de forma exclusiva na unidade (Foto: Acácio Gomes / Nova News)
Saiba mais
  • Henrique Prata fala sobre importância do Centro de Diagnóstico de Câncer em Nova Andradina 
  • Construção do Centro de Diagnóstico de Câncer, segue a todo vapor
  • Paredes  do  Centro de Diagnóstico de Câncer em Nova Andradina começam a ser levantadas

“Além de todos esses números de tratamentos em Barretos, temos mais de 20 mil procedimentos de exames realizados no MS através da carreta que funciona como unidade móvel de prevenção, esses exames foram realizados somente nesse começo de 2016. Cerca de 180 casos de câncer foram descobertos no início e contam com 100% de chance de cura”, contou.

Ademar Capuci destacou a ajuda constante que a população têm para com esse projeto. “A comunidade é sempre muito generosa, se estamos conseguindo nos manter e salvar vidas, é por causa dessa generosidade gratuita que a população tem com esse projeto maravilhoso que tem compromisso com a vida das pessoas necessitadas. Que continuemos assim, firmes e fortes para dar o amparo necessário à todas as pessoas que necessitam”, finalizou. 

No ano de 2015, foi divulgado pelos responsáveis que cerca de quatro mil pessoas de Mato Grosso do Sul buscam tratamento para o câncer na cidade de Barretos (SP). Com a ativação do Centro de Diagnóstico em Nova Andradina, a previsão é de que a unidade, a princípio, atenda 15 cidades do Estado, o que representa uma população bastante significativa.

De acordo com Ademar, falta apenas a assinatura de um convênio por parte do Governo do Estado (Foto: Germino Roz/Nova News)

A expectativa é de que, com a realização de exames preventivos e a capacidade de diagnosticar a doença em sua fase inicial, o número de óbitos em decorrência do câncer seja reduzido. Em uma de suas visitas a Nova Andradina, o responsável pelo Hospital de Câncer de Barretos, Henrique Prata, disse que o centro tem um significado mais importante que um hospital.

"O hospital seria para atender a demanda da urgência do tratamento, já o centro de diagnóstico é um projeto muito mais inteligente, que visa diminuir o índice de câncer avançado, que acaba se tornando um sinônimo de sofrimento para as famílias. O tratamento é importante, mas a prevenção é algo valioso", explicou Prata.

Segundo Henrique, são poucos os países de primeiro mundo que investem na política de prevenção de câncer e, em sua avaliação, a unidade em Nova Andradina, atenderá a população de toda a região. A obra está em andamento desde o final de 2013, às margens da MS-134, na saída para Nova Casa Verde, próximo ao campus da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS).

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.