Buscar

Chocante - Cão abandonado morre devido a infestação de larvas em Nova Andradina

Segundo o Corpo de Bombeiros uma corrente amarrada ao pescoço do animal provocou o ferimento

No início da tarde desta quarta-feira (09), o episódio do abandono de um animal doméstico teve um desfecho chocante em Nova Andradina. Um cachorro abandonado e ferido devido a uma corrente que havia sido amarrada em seu pescoço acabou morrendo devido a uma infestação de larvas.

O Nova News apurou que o Corpo de Bombeiros foi acionado inicialmente para controlar um enxame de abelhas, sendo que, em determinado momento, quando a equipe estava na Vila Operária, mais precisamente na Rua André Loyer, populares pediram aos militares que ajudassem a salvar o cão.

Cb image default
Corrente causou grave ferimento no pescoço do animal que acabou morrendo nesta quarta-feira (09) - Imagem: Reprodução

Moradores do local encontraram o animal, que estava desnutrido e desidratado e, ao darem água e ração, perceberam que uma corrente amarrada em seu pescoço havia lhe causado um ferimento que estava infestado por larvas. Prontamente o Corpo de Bombeiros se dispôs a ajudar.

Os socorristas removeram as larvas que literalmente estavam devorando o animal. “A cena foi chocante”, disse um dos militares ouvidos pelo Nova News. Um vídeo (disponibilizado reproduzido no final da matéria) foi feito por populares e, na filmagem é possível observar o espanto das pessoas que presenciaram o fato. “É muita crueldade”, exclama uma mulher, ao se referir ao fato do drama vivido pelo animal devido ao fato de ter sido abandonado.

Após a remoção das larvas, o Corpo de Bombeiros acionou uma equipe do Centro de Controle de Zoonoses (CCZ), porém, antes que os profissionais chegassem, o cão morreu. Além das larvas, o animal estava tomado por carrapatos. Ele foi enterrado por populares ali mesmo na região da Vila Operária.

O episódio traz à tona a realidade dos maus tratos a animais. Além de uma crueldade, o fato constitui um crime ambiental passível de punição. Vale destacar que maltratar um animal não se refere apenas a agredi-lo, mas também a deixá-lo com fome, com sede, mantê-lo em situação degradante bem como omitir-se em oferecer a ele assistência veterinária.

Na região, denúncias com relação a maus tratos contra animais, sejam de pequeno ou de grande porte, podem ser efetuadas junto à Polícia Militar Ambiental (PMA) de Batayporã, pelo telefone (67) 3443-1095. Caso não seja possível contato com a PMA, é possível acionar outras forças de segurança, como, por exemplo, a Polícia Militar, pelo 190.

ATENÇÃO: O VÍDEO CONTÉM IMAGENS FORTES!!! - PARA ASSISTIR A FILMAGEM PUBLICADA NA REDE SOCIAL DE UMA MORADORA CLIQUE AQUI. AS IMAGENS FORAM CAPTADAS POR ELI ROMIS DE OLIVEIRA.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.