Publicado em 29/04/2015 às 16:25, Atualizado em 26/04/2017 às 12:32

Cidade de Nova Andradina comemora 57 anos de instalação

Município possui grande expansão industrial, com destaque para produção de carne, produção sucroalcooleira e empresas ligadas à construção civil, além de ser um polo universitário

Acácio Gomes, Redação Nova News
Terras que compõem o município de Nova Andradina foram colonizadas pelo paulista Antônio Joaquim de Moura Andrade (Imagem: Nova News)

O município de Nova Andradina comemora de forma dupla o seu aniversário. Em 30 de abril, quando é festejada a instalação do município, e no dia 20 de dezembro, que é realmente a data da criação da cidade. Em função do aniversário de criação se dar em dezembro, época em que o empresariado está em franca atividade de comercialização em virtude das festividades natalinas, foi editada a lei que coloca como feriado local, o dia 30 de abril. Em 2016, Nova Andradina completa 57 anos de instalação.

As terras que atualmente compõem o município de Nova Andradina, bem como a extensa área da região, foram colonizadas pelo paulista Antônio Joaquim de Moura Andrade, pecuarista, homem  dotado de extraordinária visão e de incomum habilidade. Iniciou seus trabalhos de colonização em Mato Grosso, por volta de 1938 ou 1939, quando adquiriu do Estado, a Fazenda "Caapora", que mais tarde passou a denominar Fazenda Primavera, localizada nas proximidades da formosa baía do Rio Samambaia, em plena selva, no Vale do Rio Paraná. Anos mais tarde, Moura Andrade estendeu seus domínios adquirindo as fazendas Santa Barbara, Baile, Xavante e Panambi.

Atualmente, Nova Andradina se destaca como uma das maiores e mais importantes cidades de Mato Grosso do Sul (Imagem: Nova News)

A fazenda Baile pertenceu inicialmente a Henrique Barbosa Martins e depois a Domingos Barbosa Martins, ambos membros do clã dos Barbosa Martins, que escreveram brilhantes páginas da história de Mato Grosso e constituem uma das mais tradicionais famílias de Mato Grosso do Sul. 

 

A fazenda Baile foi adquirida por Moura Andrade em 1951. No segundo semestre de 1957, destacou ele uma gleba da fazenda onde implantou os alicerces da cidade de Nova Andradina. Em seguida, procedeu ao loteamento de outras propriedades rurais, estabelecendo grandes vantagens para os adquirentes, o que determinou a vinda de grandes levas de migrantes, determinando rápido povoamento da região.

No mesmo ano, em um barracão da empresa que procedia a abertura das ruas da cidade, instalou-se a primeira escola da nova comunidade, tendo como professoras Efantina Quadros, conhecida popularmente como D. Lalá, Katsuko e Mariko Fujibayashi e Cecília Holanda. No ano seguinte foi construído um prédio de alvenaria, que passou a ser denominado Grupo Escolar Moura Andrade.

Confira imagens históricas da cidade:

Nova Andradina foi elevada a Vila, Distrito e Município em 1958. A primeira missa foi celebrada por Frei Luiz, na capela do Imaculado Coração de Maria, recém-construída na nova povoação. O primeiro estabelecimento comercial aí implantado pertencia a Kokey Itaya. O primeiro juiz de paz foi Austrílio Capilé de Castro e a primeira escrivã foi a senhora Irman Ribeiro da Silva. Entre os anos de 1967 e 1969 o então prefeito, Alcides Menezes de Faria, trabalhou para trazer saneamento básico e energia elétrica à cidade. 

 

Atualmente, Nova Andradina se destaca como uma das maiores e mais importantes cidades de Mato Grosso do Sul. Consagrado como polo universitário, econômico e industrial, o município abriga diversas instituições de ensino, entre escolas públicas da rede municipal, estadual, privada, faculdades e universidades. A "Cidade Sorriso" possui ainda comércio forte e diversificado e registra grande expansão industrial, com destaque para a produção de carne, produção sucroalcooleira e empresas ligadas à construção civil. 

Investimentos

Na véspera do aniversário de instalação da cidade, o prefeito Roberto Hashioka vistoriou, nesta sexta-feira (29), as obras de infraestrutura que estão em andamento no município. Acompanhado pelo vice-prefeito Milton Sena, pelo presidente da Câmara, Cido Pantanal e dos vereadores Quemuel de Alencar, Valter Anzai, Ricardo Lima, Newton Luiz de Oliveira e Sandro Hoici, o chefe do Executivo iniciou o cronograma de visitas, pelo bairro Jardim Universitário.

Na localidade, são executadas obras de pavimentação asfáltica, drenagem de águas pluviais e de acesso aos conjuntos habitacionais Celina Gonçalves, Almesinda Costa Souza e Randolfo Jareta. Com mais de 120 mil metros quadrados de pavimento na área, os recursos são da ordem de R$ 13,5 milhões. 

 

Na rua Pastor Júlio de Alencar as obras estão concentradas na instalação da estrutura de captação e distribuição de águas pluviais para que, posteriormente, as vias da região sejam pavimentadas. São 6.535,68 metros quadrados de pavimento e 956 metros de drenagem, num investimento do Governo Municipal que totaliza R$ 1.050.979,49.

Para a área da Educação, são executadas obras de reforma e ampliação do Centro de Educação Infantil (Ceinf) Paulo Silveira Fattor, com recursos próprios da municipalidade no valor de R$ 657.963,63, a construção do Ceinf Irman Ribeiro, viabilizada pelo Governo Federal via programa Proinfancia, no valor de R$ 1.920.068,25 e a Reforma do Museu Municipal, com investimento de R$ 224.239,77 do município.

Prefeito ressaltou investimentos que asseguram a execução de obras em diversas regiões do município (Imagem: Cogecom)

“Estamos empenhados em garantir o aumento do número de vagas ofertadas para Educação Infantil, demanda constante do município”, ressalta o prefeito Roberto Hashioka que também acompanhou a conclusão da quadra poliesportiva da Escola Municipal Antônio Joaquim de Moura Andrade. Na unidade educacional também são executadas obras da rampa de acesso à quadra e de reconstrução do muro. O total investido pelo município é de R$ 433.088,36.

O cronograma contempla ainda a construção da Praça Elza Carielo de Morais no bairro Portal do Parque. São 9.774,73 m² de obras e aplicação de R$ 280.610,09 em recursos. Já na Unidade Básica de Saúde (UBS), localizada na Rua Melvin Jones, esquina com a Rua Milton Modesto, são aplicados R$ 684.780,09 através de convênio com o Ministério da Saúde e contrapartida do município.

“Nova Andradina é uma cidade promissora e mesmo diante das dificuldades, a força de trabalho do povo e a expectativa tão positiva que nós temos nas nossas ações, tanto nas obras de infraestrutura quanto nos investimentos da Educação, na Saúde e no Social, nos dá a certeza de que será sempre a Capital do Vale do Ivinhema”, destaca o prefeito Roberto Hashioka ao mencionar os 57 anos de instalação do município, comemorado neste sábado (30).

Sobre a expectativa de liberação de recursos para a continuidade de obras conveniadas com o Governo Federal, Hashioka reforçou o empenho do município junto à bancada federal e o Governo do Estado para viabilizar o início e conclusão das demais obras em andamento no município. “Temos uma expectativa muito grande em relação às parcerias estabelecidas com o Governo Federal e o Governo do Estado”, complementa.

A visita às obras de infraestrutura do município também contou com as presenças dos secretários Elizabeth Sumiko Anami (Infraestrutura), Marcio Costa (Meio Ambiente e Desenvolvimento Integrado), Jozeli Chulli (Cidadania e Assistência Social), Renato Pires (Planejamento e Controle), Silvio Senhorini (Saúde), Umberto Canesque (Serviços Públicos), Nair Aparecida Lorencini Russo (Educação)  e Arion Aislan (Finanças e Gestão). (Com informações da Cogecom).