Buscar

Com 104 equipes participantes, foi aberta a I Copa Internacional de futebol de base em Nova Andradina

Competição atrai 2 mil atletas de 10 a 17 anos de várias partes do Brasil, Paraguai e Bolívia

Imagens: João Claudio / PMNA

Cb image default

Com 49 delegações, 104 equipes e cerca de 2 mil atletas foi realizada nesta quinta (25), a cerimônia de abertura da I Copa Internacional Ercílio Carreira Mendes no Estádio Luiz Soares Andrade, o maior campeonato de futebol das categorias de base de Mato Grosso do Sul, sediado pelo município de Nova Andradina. A competição tem a participação de atletas de 10 a 17 anos, vindos de oito estados brasileiros, Paraguai e Bolívia.

O evento é organizado pela Dom Bosco Promotion em parceria com a Prefeitura de Nova Andradina por meio da Funael (Fundação Nova-andradinense de Esporte e Lazer), apoio das Prefeituras de Batayporã e Taquarussu.

O torneio segue até o próximo dia 31 de janeiro e atrai olheiros de vários clubes do futebol brasileiro interessados em descobrir novos talentos. Os jogos estão sendo realizados nos períodos da manhã, tarde e noite nos municípios de Nova Andradina, Taquarussu e Batayporã.

Cb image default

A solenidade teve início com a entrada das delegações e execução do Hino Nacional Brasileiro pela cantora nova-andradinense Simone du Porto de Souza e apresentação de jazz e street dance da Fundação de Cultura Nova-andradinense.

Em seguida, foi realizada a homenagem ao grande incentivador do futebol de base de Nova Andradina, Ercílio Carreira Mendes. O prefeito Gilberto Garcia e o vice Newton Luiz Oliveira (Nenão) efetuaram a entrega de uma placa aos familiares do homenageado e, logo depois, começaram os discursos.

Emocionado, um dos filhos, Alan, agradeceu em poucas palavras aos atletas, dirigentes e às autoridades municipais por dar o nome de seu pai esta competição internacional. “A gente tem essa dor no coração que não passa, mas sei que lá de cima ele está muito contente e muito feliz. Obrigado”, disse, com voz embargada.

Dois ex-alunos, Marcelo Moretto e Luiz Eduardo, enalteceram o quanto o técnico de futebol foi importante para o esporte e para a formação do caráter de cidadãos nova-andradinenses. Advogado, Luiz Eduardo disse que Ercílio dedicou sua vida as crianças e adolescentes, não medindo esforços para ajuda-las.

“Era apaixonado pelo que fazia. Com certeza, foi responsável pela minha escolha na vida, sempre me deu conselhos, me mostrou o potencial que tinha para crescer na vida, independente da carreira que escolhi. Sempre preocupado com a formação de caráter, para que fossemos pessoas dignas e honradas. Obrigado por me ensinar o prazer pelo esporte, a importância dos estudos e pela contribuição do meu caráter. Graças a oportunidade que você me proporcionou ao me mostrar a vida de um atleta profissional, escolhi o estudo, me tornei advogado, mas sem perder o amor pelo esporte”, declarou o jovem.

Cb image default

Nenão recordou quando decidiram homenagear aquele que ele considera seu irmão mais velho de coração. “Conheci o Sr. Hussein, presidente da Dom Bosco, através de um amigo em comum e começamos a amadurecer a ideia de trazer este evento para Nova Andradina há cerca de um ano. No momento, estávamos resolvendo detalhes sobre a organização e disse: quem dá o nome a esta competição? Ele disse: quem dão o nome são vocês: não tive dúvidas, vai chamar Copa Ercílio Carreira Mendes, pelo respeito e reconhecimento ao trabalho que ele fez em prol do esporte e, principalmente, do futebol de base”, pontuou, agradecendo a presença de todas as equipes e a parceria com a Dom Bosco Promotion.

Em nome da organização do evento, Hussein Zaim, agradeceu a hospitalidade da cidade e desejou a todos uma excelente copa, destacando ainda o trabalho da Dom Bosco durante mais de 20 anos, sendo responsável pela revelação de inúmeros talentos, inclusive craques da seleção brasileira como Neymar, Felipe Coutinho, Alison, Cássio, Jô, entre outros.

O prefeito Gilberto Garcia exaltou o seu desejo de que seja uma competição sadia, em que o fair play impere. “É importante praticar o esporte no mais alto nível, pois observadores de todo o país estarão acompanhando os jogos para descobrir novos talentos, mas, acima de tudo, estamos aqui com o objetivo de formar cidadãos com caráter”, encerrou, declarando aberta a maior copa da juventude de Nova Andradina e de Mato Grosso do Sul.

Vale ressaltar também a presença dos prefeitos de Batayporã e Taquarussu, Jorge Takahashi e Roberto Nem, respectivamente, vereadores, secretários, diretores, chefes de delegações, treinadores, equipe técnica das equipes, pais e familiares dos jogadores de Nova Andradina e das cidades visitantes.

A condução da tocha olímpica

Ponto alto da noite, a condução da tocha olímpica foi feita por 4 pessoas. O primeiro foi José Anselmo de Lima, o popular Zé Maria, responsável pela montagem do primeiro time de futebol do município, o Grêmio Esportivo Nova Andradina (Gena). Nos gramados nova-andradinenses teve o privilégio de trabalhar ao lado de Ercílio Mendes, na época do Sena.

Ele fez a entrega para Alan Carreira Mendes, filho de Ercílio, representando a família “Carreira Mendes”. O terceiro a receber a tocha dentro do Estádio Andradão foi o ex-goleiro Marcelo Moreto, revelado na Portuguesa, de São Paulo, e passou por vários times como Londrina, Sport, Brasiliense, Benfica, América Mineiro e outros.

O último a conduzir a tocha e responsável por acender a pira olímpica foi Caio Paternik, que representa o talento dos jovens atletas de Nova Andradina e hoje integra a base do tricolor gaúcho, sendo titular e camisa 10 do Grêmio de Football Porto Alegrense, na categoria sub 11.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.