Buscar

Comoção marca a entrega do Condomínio Dignidade em Nova Andradina

Parceria entre Governos Municipal e Estadual e sociedade civil muda o endereço de 8 famílias de pequena favela para residencial com casas de 42,56m²

Imagens: João Cláudio

Cb image default

A manhã da quarta-feira do dia 3 de julho de 2019 ficará para sempre registrada nos anais da história do município, especialmente nos corações e nas mentes das pessoas que puderam testemunhar a mudança de vida que uma política de inclusão social pode realizar na vida de famílias carentes, verdadeiramente, em situação de extrema pobreza.

A presença de autoridades civis e militares, professores, estudantes, empresários, agentes do serviço público e lideranças comunitárias chamou a atenção dos moradores bairro Ulisses Pinheiro, que perceberam que o ato que se realizava na localidade apontava para uma ocasião muito especial ao cotidiano pacato da vizinhança e, significativamente, para a cidade de Nova Andradina.

O ato realizado no prolongamento da rua Santo Antônio, marcava a entrega do Condomínio Dignidade, fruto de um compromisso resgatado pelo prefeito de Nova Andradina Gilberto Garcia, quando ainda nas caminhadas de sua campanha eleitoral se deparou com uma favela que abrigava 8 famílias instaladas em apenas um terreno urbano à Rua José Bernardes da Silveira, no Bairro São Vicente, fato que comoveu o então candidato e correligionários da campanha que sagrou o alcaide a uma vitória eleitoral por apenas 27 votos.

Cb image default

Já nos primeiros dias de mandato, em janeiro de 2017, Gilberto Garcia determinou a recém-nomeada diretora da Agehnova Márcia Lobo, a buscar parcerias e vencer obstáculos burocráticos para que aquelas famílias fossem resgatadas da condição insalubre na qual se encontravam, sem saneamento básico, com esgoto a céu aberto, compartilhando apenas de um banheiro em condições degradantes. De pronto, o prefeito sensibilizou o Governador Reinaldo Azambuja para buscar soluções ao problema e encontrou na Agehab o apoio fundamental para iniciar as obras.

A prefeitura entrou com um lote urbano com 2.200 m² na rua João Nepomuceno de Lara, 365 (prolongamento da Rua Santo Antônio) e com a contratação de mão de obra das 8 unidades habitacionais, cada qual com área de 42,56 m², enquanto o governo estadual firmou a parceria destinando aproximadamente R$ 180 mil em materiais de construção, totalizando mais de R$ 500 mil reais investidos na execução do projeto.

O ato, marcado pela emoção e união de esforços da sociedade civil, possibilitou que todas as residências fossem entregues mobiliadas graças ao esforço e a colaboração de empresários da cidade, que atenderam ao pedido da primeira dama Joana Darc Bono Garcia e, num gesto de solidariedade, fizeram a doação de geladeiras, fogões, camas, mesas, outros móveis e eletrodomésticos a todas as famílias contempladas.

Cb image default

Solenidade de entrega das residências

Iniciada com a execução do Hino do Estado de MS, a solenidade de entrega das residências foi abrilhantada pelo talento da jovem cantora Jéssica Ferreira que entoou uma música gospel para a reflexão dos presentes. Na plataforma de autoridades, fizeram o uso da fala a diretora da Agehnova Marcia Lobo, o presidente da Câmara Vailton Amarelinho, o vice-prefeito Newton Luiz de Oliveira. Representando o governador Reinaldo Azambuja no ato, a diretora-presidente da AGEHAB, Maria do Carmo Avesani Lopez, destacou Nova Andradina como uma das cidades que mais se preocupa e trabalha para a diminuição do déficit habitacional em MS, inclusive, anunciou que os projetos Condomínio Dignidade e Condomínio do Idoso, ambos do município, irão concorrer a prêmio nacional como práticas inovadoras e significativas na inclusão ao direito à moradia.

“Parabenizo o prefeito Gilberto, a diretora Márcia Lobo e toda a comunidade de Nova Andradina pelos avanços em políticas habitacionais, muito elogiadas e tratadas como referência no Estado. Como sempre, levarei daqui ao governador as boas notícias desta cidade importante de MS”, disse Maria do Carmo.

Já o prefeito, muito emocionado, fez uma rápida cronologia do caminho percorrido até a finalização e entrega das casas, agradeceu as parcerias, o trabalho dos servidores públicos e o desprendimento da sociedade, ao realizar a doação de móveis e eletrodomésticos, além de presentes, como os artesanatos doados pela Apae e Escola Estadual Fátima Gaiotto Sampaio. Gilberto Garcia destacou a presença de sua mãe no ato, dona Tereza Perez, moradora de Terra Rica-PR, lembrando dos valores aprendidos na infância - dar o bem sem olhar a quem - e reforçou sua meta de construir mais de mil casas neste mandato.

“É com muita emoção que hoje estamos aqui realizando o sonho dessas 8 famílias que sequer conheço os nomes, mas considerando o valor que cada uma delas tem, fundamentalmente, pelo fato de morarmos numa cidade rica, não poderíamos concordar com aquela situação, com nova-andradinenses morando em favela em condições degradantes. Dentre todas as obras que realizamos e que ainda vamos realizar, esta não é a maior, mas sem sombra de dúvidas, é a mais importante obra da nossa administração que preza pelo respeito às pessoas mais humildes”, concluiu Gilberto Garcia.

O ato foi finalizado com a entrega das chaves e com cada uma das 8 famílias abrindo sua casa, acompanhadas das autoridades e colaboradores que compareceram à inauguração.

Cb image default

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.