Buscar

CREA-MS realizará fiscalização em Nova Andradina, Batayporã, Taquarussu e outras 33 cidades

Vistorias realizadas pelo Conselho Regional de Engenharia e Agronomia de Mato Grosso do Sul ocorrem neste mês de agosto

Imagem: Reprodução

Cb image default

O Departamento de Fiscalização do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia de Mato Grosso do Sul (CREA-MS) divulgou a programação de visitas que serão realizadas no mês de agosto em todo o Estado. Os agentes fiscais passarão por 36 municípios e deverão realizar 2.310 visitas a obras e serviços nas áreas da engenharia, agronomia e geociências.

Conforme apurado pelo Nova News, em Nova Andradina e outras cinco cidades, as visitas ocorrerão entre os dias 13 e 17. Já em Batayporã, Taquarussu e outras quatro cidades as vistorias devem ocorrer de 27 a 31. As fiscalizações estarão concentradas em empresas de alarme e monitoramento, em eventos, atividades de mineração, obras civis, prefeituras e em cartórios.

Segundo informações da assessoria do CREA-MS, também são verificados se os projetos de custeio agropecuário possuem responsáveis técnicos e suas respectivas Anotações de Responsabilidade Técnica (ART’s).

Calendário de fiscalização

De 1º a 31 de agosto

Campo Grande, Dourados e Paranaíba

De 6 a 10 de agosto

Camapuã, Paraíso das Águas, Terenos, Dois Irmãos do Buriti, São Gabriel do Oeste, Miranda, Bodoquena, Fátima do Sul, Vicentina, Jateí, Alcinópolis, Costa Rica e Figueirão

De 13 a 24 de agosto

Três Lagoas

De 13 a 17 de agosto

Nova Andradina, Sidrolândia, Nioaque, Aral Moreira, Amambai, Coronel Sapucaia,

De 20 a 24 de agosto

Batayporã, Taquarussu, Novo Horizonte do Sul, Laguna Carapã, Caarapó, Juti

De 27 a 31 de agosto

Porto Murtinho, Caracol, Chapadão do Sul, Naviraí, Paranhos, Sete Quedas e Tacuru

Denúncias

Irregularidades em empreendimentos e serviços e demais atividades profissionais ligadas à engenharia, agronomia, geografia, geologia e meteorologia podem ser encaminhadas para verificação pelos agentes fiscais. Clicando no link Denúncia Fiscalização é possível, a qualquer pessoa relatar irregularidades.

Como exemplo de situações irregulares estão ausência de profissionais, inexistência de placa em obras, atividade sendo realizada por leigos, acobertamento por parte de profissionais, entre outras irregularidades. O sistema também permite o envio de imagens. Outras informações podem ser obtidas no Departamento de Fiscalização, de segunda a sexta-feira das 12h às 18h, pelo telefone 67 3368-1014. (As informações são do CREA-MS).

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.