Publicado em 07/04/2016 às 10:19, Atualizado em 26/04/2017 às 16:03

Curso superior do IFMS passa a funcionar na área urbana de Nova Andradina

, IFMS
Parceria com prefeitura foi firmada na terça-feira, 5 (Foto: Ascom/IFMS)

O Instituto Federal de Mato Grosso do Sul (IFMS) e a Prefeitura Municipal de Nova Andradina formalizaram na noite da terça-feira, 5, a cessão do Centro Municipal de Inclusão Digital (Cemid) à instituição. A parceria permitirá a oferta do curso de graduação de Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas no local.

A solenidade de assinatura do termo foi realizada no próprio Cemid e contou com a participação de diversas autoridades, servidores e acadêmicos. O acordo foi celebrado pelo reitor do IFMS, Luiz Simão Staszczak, e pelo prefeito de Nova Andradina, Roberto Hashioka.

Para Luiz Simão, a utilização deve permitir maior êxito nas atividades do curso, implantado em 2011, e que funcionava desde então no campus do IFMS, situado a 23 quilômetros da área urbana.

“Dentro dos nossos registros, verificamos que a distância tem impacto na evasão. Dessa forma, a parceria com a prefeitura contribui na busca de soluções para o fortalecimento do acesso, permanência e êxito, auxiliando no número de matrículas e diplomação do curso”, afirmou.

O reitor ressaltou que o IFMS possui a maior nota do país na graduação de Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas, com 4,999, obtida pelo curso do Campus Corumbá no Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes (Enade), ano passado.

Para o prefeito Roberto Hashioka, a colaboração entre o governo municipal e a instituição faz parte de um processo de implantação de um polo tecnológico no município.

“A consolidação desta parceria materializa a participação efetiva da educação profissional e tecnológica na nossa proposta de tornar Nova Andradina uma cidade referência em inovação, resultando em projetos de cooperação significativos”, disse.

Parceria – Com a cessão do espaço, as atividades letivas do curso, ofertado no período noturno, passam a ocorrer integralmente na área urbana. Parte do processo de estruturação do local já foi concluída. Atualmente, a ênfase tem sido na reestruturação do acesso ao acervo bibliográfico e inclusão de mais computadores nos laboratórios.

Como contrapartida, o IFMS disponibilizará a infraestrutura para as ações de inclusão digital da prefeitura, assim como o desenvolvimento de projetos de extensão dos docentes do campus da área de Informática, atuando conjuntamente com os profissionais do Cemid, no período diurno.

O ano letivo de 2016, iniciado também na terça-feira, já começou com atividades no local. O Centro está localizado na Avenida Eurico Soares Andrade, 1830

Procura – O diretor-geral do Campus Nova Andradina, Claudio Sanavria, presente na solenidade, informou que a procura pelo curso aumentou desde as primeiras tratativas com a prefeitura para a utilização do espaço.

“Já registramos um aumento de 73% nas matrículas dos acadêmicos ingressantes, em comparação com 2015. Vários acadêmicos com matrículas trancadas estão retornando. A grande procura posterior ao primeiro processo seletivo de 2016 nos permitiu planejar um novo ingresso para o segundo semestre, com 40 novas vagas”, pontuou.

Segundo ele, a parceria trará benefícios para os estudantes, que economizarão tempo e terão flexibilidade de horários para ir ao IFMS, e para a prefeitura, pois permitirá o desenvolvimento de ações integradas de inclusão digital, ampliando o atendimento da população.

O acadêmico do curso, Lucas Oliveira, 22, comenta que a vinda da graduação para a área urbana foi bem recebida pelos discentes, que anteriormente gastavam, pelo menos, uma hora e 40 minutos por dia com o deslocamento até o Instituto.

“Como a maioria dos estudantes trabalha durante o dia, muitos precisavam sair do serviço e ir direto para o ponto. Na volta, chegávamos à cidade quase meia-noite. Muitos desistiam por causa disso”, disse.