Domingo, 15 de Dezembro de 2019
Buscar

Dione Hashioka desiste da reeleição e deve se  juntar ao esposo  Roberto no palanque de Delcídio

Informação foi confirmada pelo presidente estadual e pelo diretório do PSDB

Uma notícia caiu como uma bomba no inicio da noite deste sábado (5) na cidade de Nova Andradina. Segundo o diretório estadual do PSDB, a deputada estadual Dione Hashioka (PSDB) informou que não concorreria mais à reeleição no pleito que será realizado em outubro deste ano.

Desde as primeiras horas do dia, fortes rumores vindos, principalmente da Capital do Estado, davam conta de que a única deputada estadual que representava a região na Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul poderia desistir de concorrer à sua terceira reeleição consecutiva. 

Segundo o site Midiamax, da Capital, o presidente estadual do PSDB, deputado Márcio Monteiro disse que Dione não vai disputar a reeleição por motivos de cunho pessoal. Ele disse que será feito o registro extemporâneo da candidatura dela no TRE (Tribunal Regional Eleitoral), possibilitando uma confirmação posterior, caso a parlamentar mude de ideia. 

 

Após, sem sucesso, tentar falar com a assessoria da deputada e com o prefeito Roberto Hashioka, o Nova News conseguiu, no final da tarde, manter contato telefônico com o Diretório Estadual do partido, que confirmou a informação. 

Deputada Dione Hashioka deve se juntar ao esposo Roberto no palanque do PT (Foto: Arquivo/Nova News)

Recentemente, o seu esposo, o prefeito de Nova Andradina, Roberto Hashioka (PMDB), contrariou a cúpula de seu partido e declarou abertamente apoio ao candidato do PT ao Governo do Estado, o senador Delcídio do Amaral, que tinha até então como aliado, o PSDB, partido da deputada Dione. 

 

Dione Hashioka sempre foi tida como a principal liderança tucana na região, fato este, que teria pesado muito nos últimos dias, devido ao seu partido ter lançado o deputado federal Reinaldo Azambuja para concorrer ao Governo do Estado.

Consultados pelo Nova News, líderes políticos de Nova Andradina afirmaram que, com a confirmação do nome de Reinaldo Azambuja como candidato ao governo, o casal Hashioka estaria em palanques opostos, o que dificultaria o relacionamento deles entre as principais lideranças políticas do Estado e também em suas bases regionais.

Todas estas questões pesaram e forçaram a deputada a tomar a difícil decisão de abrir mão de sua reeleição para ficar ao lado de seu esposo no ‘busão’ petista de Delcídio. Para algumas lideranças do PSDB, caso a deputada Dione Hashioka optasse em disputar o pleito, ela teria a reeleição garantida, até mesmo com certa folga, conforme pesquisas internas do partido.  

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.