Buscar

Dourados: Fechamento de UTI pode afetar atendimento de pacientes de Nova Andradina e região

O secretário de Saúde do município de Nova Andradina, Arion Aislan, comentou o fato por telefone

Foto: Arquivo/Assecom

Cb image default

O risco de fechamento da UTI (Unidade de Terapia Intensiva) do Hospital da Vida, em Dourados, pode afetar no atendimento de pacientes de aproximadamente 30 municípios, incluindo Nova Andradina e outras cidades do Vale do Ivinhema, que encaminham pacientes diariamente à unidade.

A possibilidade foi noticiada pelo Campo Grande News, nesta sexta-feira (07). De acordo com o site, a empresa terceirizada ‘Intensicare’, proprietária dos leitos, estaria sem pagamento por parte da Funsaud (Fundação de Serviços de Saúde de Dourados), que administra o Hospital da Vida.

A empresa teria informado em documento, que a partir desta segunda-feira (10), não serão admitidos novos pacientes e que a decisão, deve permanecer até a regularização da dívida, que já chega a R$10 milhões. Ainda de acordo com o documento, até mesmo o fornecimento de medicamentos indispensáveis utilizados em pacientes que estão na UTI, pode ser afetado.

Cb image default
Secretário de Saúde do município de Nova Andradina, Arion Aislan  - Foto: William Gomes

Na tarde deste sábado (08), Nova News entrou em contato com o secretário de Saúde do município de Nova Andradina, Arion Aislan, que lamentou a possibilidade.

“Com certeza se isso realmente acontecer, corremos o risco de ser prejudicados também, tendo em vista os diversos procedimentos que os pacientes de Nova Andradina realizam no Hospital da Vida. Porém, tenho a convicção que o nosso secretário de Saúde do Estado, Geraldo Resende, fará o necessário para que a unidade permaneça realizando todos os procedimentos possíveis para continuar salvando vidas de toda a macro região de Dourados,” pontuou.

A Funsaud ainda não se manifestou sobre o caso. (*Com informações do Campo Grande News)

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.