Buscar

Duas escolas municipais de Nova Andradina são destaque em concurso estadual sobre trabalho infantil

As unidades sobressaíram-se em três categorias

Imagem: Divulgação

Cb image default

Mais uma vez o talento dos alunos da Rede Municipal de Ensino é reconhecido. Escolas foram premiadas em três categorias: desenho, música e poesia.

Duas escolas da Rede Municipal de Nova Andradina – Machado de Assis e Luiz Claudio Josué - foram destaque no concurso estadual do MPT na Escola, edição 2019, sobre o tema "Combate ao Trabalho Infantil", elaborados a partir de atividades em sala de aula com alunos do 4º, 5º, 6º e 7º anos do Ensino Fundamental, em seis categorias: conto, curta metragem, música, esquete teatral, desenho e poesia.

As unidades sobressaíram-se em 3 categorias. Na categoria Desenho, no grupo 1 (4º e 5º anos), a Escola Municipal Machado de Assis conquistou o 1º lugar, e na categoria Desenho, ainda no grupo1 (4º e 5º anos), a Escola Luiz Claudio Josué classificou-se em 2º lugar na categoria Poesia e 3º lugar na Música.

O objetivo do MPT é fomentar a participação de crianças e adolescentes nas ações de mobilização, conscientização e prevenção ao trabalho infantil. Os alunos foram desafiados a desenvolver trabalhos literários, artísticos e culturais e o prêmio veio reconhecer o esforço e divulgar os resultados do que foi produzido nas escolas.

Os primeiros colocados de cada categoria da etapa estadual serão encaminhados pelo MPT-MS para o Prêmio MPT na Escola Nacional, organizado pela Coordenadoria Nacional de Combate à Exploração do Trabalho da Criança e do Adolescente (Coordinfância) do MPT que será realizado em Brasília.

Para o secretário de educação, cultura e esporte, Fábio Zanata, os prêmios são resultado do trabalho sério e do comprometimento dos alunos e dos educadores. "Entendemos claramente que a criança deve ser tratada como criança, que devemos enquanto gestores públicos educacionais oportunizar um aprendizado que refletirá para toda a sua vida. A premiação sinaliza que nossas crianças e adolescentes estão sendo conscientizadas e determinadas a combater o trabalho infantil", finaliza o titular da Semec.   

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.