Buscar

Em Batayporã, Centro de Memória promove projeto para incentivar fomento à leitura

‘Geladeroteca’ tem como base a criação de bibliotecas interativas que ficam à disposição da comunidade

Cb image default
Uma das três primeiras geladeiras do projeto está disposta na feira livre municipal - Fotos: Nova News

O Centro de Memória Jindrich Trachta está promovendo um importante projeto em Batayporã para incentivar o fomento à leitura. Trata-se da ‘Geladeroteca’ que tem como base a criação de bibliotecas interativas que ficam à disposição da comunidade.

Na manhã deste sábado (10) foram distribuídas as três primeiras geladeiras do projeto. Conforme explicou o presidente Dário Trachta, a proposta surgiu a partir da ideia de disseminar a prática da leitura através do compartilhamento de livros.

“Desde a sua criação, o centro vem trabalhando no sentido de desenvolver uma cultura participativa abrangendo todos os segmentos da sociedade. Por tal motivo, idealizamos este projeto através de observações que fizemos em outras cidades e consiste na utilização de carcaças de geladeiras usadas que serão adesivadas para chamar a atenção das pessoas, e que contêm uma diversidade de livros”, detalhou Trachta.

Segundo a proposta, a única regra é o retorno do livro à geladeira depois que a pessoa encerrar a leitura. Na verdade, a ideia e que funcione da seguinte forma: leve – leia – devolva – doe. “É uma semente que estamos plantando e esperamos bons resultados. A ideia é distribuir o máximo possível de geladeiras a partir da doação de carcaças e de novos livros que esperamos ter da comunidade e, desta forma, estender o projeto para a zona rural do município, além de atender o município de Taquarussu que já mostrou interesse em estar inserido na ação. Tudo o que pedimos é a colaboração da comunidade nesse projeto que estamos lançando a fim de alcançarmos o objetivo esperado”.

As três primeiras geladeiras estão dispostas na feira livre municipal, no posto do saúde ao lado do grupamento da PMA (Polícia Militar Ambiental) e na Vila Mustafá. 

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.