Buscar

Em novembro, Nova Andradina gerou 118 novos postos de trabalho com carteira assinada

No acumulado deste o início do ano, a Cidade Sorriso foi responsável pela geração de 717 empregos formais

Cb image default
Comércio de Nova Andradina foi responsável por 135 contratações em novembro deste ano - Imagem: Acácio Gomes / Arquivo / Nova News

Durante o mês de novembro deste ano, o município de Nova Andradina gerou 118 novos postos de trabalho com carteira assinada, segundo dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) do Ministério da Economia.

Segundo o levantamento, no período, foram contratadas 566 pessoas e demitidas 448, o que deixou um saldo positivo com relação à geração de postos formais de emprego.

Conforme pesquisa realizada pelo Nova News junto ao banco de dados do Caged, entre os setores que mais contribuíram para bom desempenho está o da agricultura, pecuária e atividades rurais, com 194 contratações e 114 demissões (+80).

O comércio foi responsável por 135 contratações e 106 demissões (+29); o setor de serviços admitiu 103 pessoas e demitiu 85 (+18); a construção civil registrou 11 contratações e 09 desligamentos (+02).

Por outro lado, não tiveram bom desempenho durante o mês de novembro, o setor de serviços industriais de utilidade pública, com nenhuma contratação e 02 desligamentos (-02) e a indústria de transformação, que admitiu 123 pessoas e demitiu 132 (-09).

No acumulado de janeiro a novembro deste ano, levando em consideração todos os setores, foram gerados em Nova Andradina 717 postos formais de trabalho. O número é resultado de 6.151 admissões e 5.434 demissões.

Cidades da região

Com relação ao mês de novembro, tiveram saldo positivo na geração de empregos Ivinhema (+48); Bataguassu (+24); Anaurilândia (+7) e Taquarussu (+02). Apenas Batayporã teve saldo negativo (-24).

Levando em conta o número de contratações e demissões no período de janeiro a novembro, apresentam saldo positivo Bataguassu (+166); Ivinhema (+160) e Anaurilândia (+06). Ficam no vermelho Batayporã (-05) e Taquarussu (-02).

Mato Grosso do Sul

Ainda conforme os dados do Caged, em novembro, Mato Grosso do Sul teve variação negativa com relação à geração de empregos. No período, foram contratadas 18.537 pessoas e demitidas 19.367, portanto o saldo é de -830 postos de trabalho.

Já no acumulado de janeiro até novembro, o Estado apresenta bons números. O banco de dados mostra que foram admitidas 228.590 pessoas e demitidas 210.667 (+17.923).

Brasil*

Pelo oitavo mês consecutivo, o Brasil tem saldo positivo na geração de empregos com carteira assinada. Em novembro foram criadas 99.232 vagas de trabalho segundo dados Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) divulgados nesta quinta-feira (19) pelo ministério da Economia.

No acumulado do ano, foram criados 948.344 empregos com carteira assinada. E, na comparação com novembro de 2018, o mercado formal de trabalho também cresceu. O país tinha 38,7 milhões de trabalhadores com carteira assinada no ano passado e agora possui 39,3 milhões.

O comércio foi o setor com maior número de contratações. Foram 106.834 novas vagas, sendo a maioria (100.393) no comércio varejista. (*Com informações do Governo Federal).

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.