Buscar

Empreendimento que deu certo: Usina instalada em Batayporã segue gerando empregos para toda a região

Empresa começou a operar em 2009 e emprega atualmente 530 trabalhadores

Ao contrário do que ocorre com planta frigorífica de Batayporã, fechada desde 2015 e com a Usina Aurora Açúcar e Álcool LTDA, em Anaurilândia, desativada há quase um ano, na região há empreendimentos similares que deram certo. Um destes exemplos é a Usina Laguna, na região do Bairro da Festa, entre as cidades de Batayporã e Taquarussu.

Assim como no caso da planta frigorífica de Batayporã e da Usina Aurora em Anaurilândia, a Laguna foi implantada na região mediante uma parceria entre o Poder Executivo Municipal e a empresa. Geralmente nestes casos, o município entra com doação do terreno e outros benefícios, e os empreendedores fazem o compromisso de gerar empregos e contribuir com a economia local.

Cb image default
Usina instalada em Batayporã gera cerca de 530 empregos diretos e 1000 empregos indiretos - Imagem: Nova News 

Quando o empreendimento, por algum motivo fracassa, geralmente tem início um impasse entre a municipalidade e os empreendedores. É o que ocorre em Anaurilândia, onde a prefeitura busca na Justiça, retomar a área doada para a Usina Aurora. Em Batayporã, onde a planta frigorífica também está desativada e sem previsão de voltar a funcionar, o Poder Executivo manifestou, por meio de nota, no mês de abril de ano, a possibilidade de retomar a área. A assessoria da Minerva Foods reafirma que a empresa “não tem planos de voltar a operar no município”.

Tanto no caso da usina de Anaurilândia quanto do frigorífico de Batayporã, cláusulas presentes na lei que autorizou a doação das propriedades garantem esta possibilidade, caso os empreendimentos não atinjam seus objetivos, que, como já explicamos, seria gerar empregos para a população e investir na economia local, fortalecendo o comércio e contribuindo para o desenvolvimento dos respectivos municípios.

No caso da Usina Laguna, a parceria deu certo. Com apoio da Prefeitura Municipal de Batayporã foram adquiridos cerca de 10 alqueires que estão sob o poder da empresa. Conforme apurado pelo Nova News, a indústria gera atualmente cerca de 530 empregos diretos e mais de 1000 empregos indiretos, dando oportunidade de trabalho para pessoas de Batayporã, Taquarussu e Nova Andradina.

O plantio das primeiras lavouras de cana-de-açúcar teve início em 2007 e a moagem começou em 2009. Desde que entrou em operação, a Usina Laguna nunca deixou de funcionar e processa diariamente 5.300 toneladas de cana que são transformadas em etanol. Segundo e empresa, a quantidade de litros do produto varia de acordo com a qualidade da matéria-prima.

Na manhã desta quarta-feira (06), por telefone, o Nova News conversou com o prefeito de Batayporã, Jorge Takahashi, que cumpria agenda em Brasília (DF), sendo que, o chefe do Poder Executivo destacou a importância da Usina Laguna para a cidade de Batayporã. Segundo ele, o que falta em alguns casos é mão de obra qualificada por parte da população, porém, Takahashi destacou que uma parceria entre a Prefeitura Municipal, a Casa do Trabalhador (CIAT) e a direção da empresa tem feito com que muitas pessoas saiam da situação de desemprego.  

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.