Buscar

Enfermeira de  Nova Andradina ensina como manter a saúde em dia diante do forte calor

De acordo com o site Climatempo, a região Centro-Oeste deve continuar com muito calor e  pouca umidade, pelo menos por mais 10 dias. O Estado de Mato Grosso do Sul foi uma das áreas mais quentes e mais secas do Brasil nesta segunda-feira (13). De acordo com o Instituto Nacional de Meteorologia, a temperatura chegou aos 41,5°C em Três Lagoas e em Coxim. O nível de umidade baixou para 11% em Coxim e em Água Clara. Nova Andradina e região também vêm sofrendo muito com as altas temperaturas e o clima seco. Na manhã desta quarta-feira (15), por volta das 10h, os termômetros da cidade já marcavam 36ºC.

Por volta das 10h desta quarta-feira, o termômetro no centro de Nova Andradina já marcava 36ºC (Foto: Germino Roz)

Na manhã desta quarta-feira (15), o Nova News entrevistou a coordenadora dos programas da Secretaria Municipal de Saúde de Nova Andradina, a enfermeira Rubiana Gambarim da Silva, que repassou algumas dicas de como se prevenir contra o alto nível de calor. Rubiana chamou a atenção para o primeiro e mais importante tópico, que é a ingestão de água. 

 

Segundo ela, pelo menos dois litros de água precisam ser ingeridos por dia. “A pessoa precisa beber muita água, pelo menos dois litros por dia, e é importante que esse controle seja feito. Uma das maneiras mais práticas de se organizar é utilizando garrafinhas ou garrafas pet de dois litros, assim a pessoa terá um melhor controle de quanta água tomou durante o dia”, explica ela.

A enfermeira também chamou a atenção para a alimentação, que segundo ela, precisa ser mais leve, evitando gorduras, carnes vermelhas e comidas pesadas. “É importante se alimentar bem, e de maneira saudável. No calor, é recomendado comer carne branca, verduras e muitos legumes. E se for comer fora de casa, sempre tomar cuidado com a higiene do local, já que, com o calor, a proliferação de bactérias ocorre de forma mais intensa”, disse ela.

Enfermeira Rubiana Gambarim passou diversas dicas de como enfrentar o calor de maneira saudável (Foto: Germino Roz)

Rubiana falou que o uso de filtro solar é um dos fatores fundamentais no calor, mesmo para aquelas pessoas que não estão diretamente expostas ao sol. De acordo com a enfermeira o horário de exposição ao sol considerado de risco é das 10h às 16h, mas, mesmo quem vai se expor ao sol antes das 10h ou depois das 16h, precisa tomar certos cuidados.

Para as pessoas que tem problemas respiratórios, o clima seco ajuda a difundir e potencializar o problema. Pra quem tem esse tipo de dificuldade, o ressecamento pode causar até sangramentos no nariz e uma ótima dica pra quem sofre esse tipo de problema seria hidratar as narinas com soro fisiológico.  “A substituição de vassouras por panos úmidos, e a colocação de bacias ou baldes com água nos ambientes da casa ajuda e muito a diminuir e prevenir essas dificuldades”, declarou.

Questionada sobre o consumo do tereré, que é uma das bebidas mais típicas de Mato Grosso do Sul, Rubiana disse que o produto é sim uma ótima maneira de se hidratar, mas, que é preciso tomar cuidado com o manuseio da bomba. De acordo com ela, a bomba de tereré pode ser um grande transmissor de doenças, principalmente a tuberculose.

O secretário de saúde, Silvio Senhorini, chamou a atenção para a prevenção contra a dengue. Nas palavras dele, a conscientização é a melhor arma. “Devemos alertar os amigos, vizinhos e a população em geral a se preparar para o combate do mosquito da dengue. Tudo esta dentro da normalidade, mas sabemos que, a qualquer descuido, pode acontecer uma epidemia, portanto nós temos que estar atentos a esse assunto tão importante”, finalizou. 

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.