Buscar

Equipamentos irão auxiliar agricultores familiares na colheita de Urucum e eliminação de brotos

Prefeitura de Nova Andradina fomenta a produção agropecuária nos assentamentos rurais através da aquisição de equipamentos e projetos voltados ao agronegócio

Fotos: João Cláudio

Cb image default

Visando fomentar a produção agropecuária nos assentamentos rurais, a Prefeitura de Nova Andradina adquiriu uma batedeira de cereais e um matabroto, que serão utilizados na colheita de urucum e na eliminação de brotos existentes nas pastagens.

Os equipamentos foram apresentados às autoridades municipais na tarde de terça-feira (30). Na ocasião, o secretário Hernandes Ortiz, responsável pela coordenação dos projetos neste setor, destacou ações que vem sendo feitas em benefício do trabalhador do campo, dando ênfase ao Projeto Urucum, que após dois anos começam a resultar nas primeiras colheitas.

"A ideia no plantio do urucum surgiu dos próprios agricultores como uma alternativa para melhorar a renda e a qualidade de vida das famílias. A prefeitura efetuou a compra e entrega de 22 mil mudas aos produtores e o plantio foi feito com a supervisão e orientação da Agraer. Agora, esse novo equipamento irá auxiliar na colheita", comenta o prefeito licenciado Gilberto Garcia.

A determinação do prefeito é para que a secretaria acompanhe todo o processo de produção até a colheita, atendendo os assentados em todas as suas necessidades. A administração desses equipamentos será de responsabilidade da Semdi. Os interessados na utilização dos mesmos deverão fazer um requerimento junto a Gerência de Agricultura e Pecuária e preencher uma ficha cadastral.

"A proposta é otimizar o uso das máquinas e implementos agrícolas adquiridos como as patrulhas mecanizadas, resfriadores de leite, arados, batedeira de cereais, entre outros. Sempre que alguém for precisar na sua propriedade deve fazer a solicitação", explica Ortiz, titular da Secretaria de Meio Ambiente e Desenvolvimento Integrado.

O prefeito em exercício, Newton Luiz Oliveira afirmou que nunca uma administração fez tanto pela agricultura familiar. "A legalização dos lotes no Teijin e Santa Olga possibilitou a abertura de linhas de financiamento para os agricultores familiares, o que fomentou a economia e fortaleceu ainda mais o setor do agronegócio", declarou Nenão.

Nos próximos meses devem chegar novas máquinas e equipamentos agrícolas, graças a articulação política juntos aos governos federal e estadual ou através de emendas parlamentares.

Cb image default

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.