Buscar

"Era peregrino e me acolheste": Casa do Migrante de Nova Andradina serve 360 refeições por mês

Entidade fundada pelo padre Giani Menegazzi atua desde 1996

Cb image default
Padre Itacir ao lado de dois dos membros da Casa do Migrante - Imagem: Acácio Gomes / Nova News 

A Casa do Migrante de Nova Andradina serve mensalmente cerca de 360 refeições por mês para aproximadamente 70 pessoas, que além de alimentação também são atendidas com banho e pernoite. Os serviços oferecidos pela entidade são 100% gratuitos.

Fundada em agosto de 1996 pelo padre Giani Menegazzi, em decorrência do tema da Campanha da Fraternidade daquele ano “Era peregrino e tu me acolheste”, o objetivo da entidade é atender provisoriamente pessoas em situação de trânsito pela cidade e que não tenham condições de se acomodarem por conta própria.

Conforme apurado pelo Nova News, a instituição, que não tem fins lucrativos, sobrevive com recursos oriundos da Igreja Católica e de doações da sociedade civil, além de convênios celebrados junto à Prefeitura Municipal e ao Governo do Estado.

Cb image default
Entidade atualmente passa por adequações na parte frontal de sua estrutura - Imagem da esquerda: Arquivo / Imagem da direita: Acácio Gomes / Nova News 

A entidade também conta com a colaboração de clubes de serviço, como Rotary, Lions e de instituições como o Poder Judiciário e Ministério Público no que se refere a melhorias, reformas e adequações.

No momento, a Casa do Migrante passa por obras de adequação na fachada, com a reconstrução do muro, construção de nova calçada que passa oferecer melhores condições de acessibilidade e colocação de novos portões. Com relação a estas melhorias, os recursos são do Poder Judiciário e os portões foram doados pelo Lions Club.

O coordenador-presidente da entidade, Adelson Pereira dos Santos, afirma que quem quiser colaborar com o trabalho desenvolvido pela instituição ou obter mais informações pode fazer uma visita na Rua Santo Antônio, 1045, ou entrar em contato pelo telefone (67) 3441-4753.

Na opinião do padre Itacir Gasparetto, do Santuário Imaculado Coração de Maria, é de suma importância que a sociedade olhe com carinho para a entidade que, em sua avaliação, realiza um trabalho de extrema importância em favor dos peregrinos mais necessitados.

Imagens: Acácio Gomes / Nova News

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.