Buscar

Hashioka visita Curitiba para conhecer experiências em inovação tecnológica

Prefeito reforçou tratativas para implantação do Parque de Tecnologia e Inovação de Nova Andradina durante agenda na Capital do Paraná 

Prefeito ressaltou experiência paranaense e traçou metas para implantação da proposta em Nova Andradina (Foto: Jaelson Lucas/SMCS)

O prefeito de Nova Andradina, Roberto Hashioka, esteve com a direção da Agência Curitiba, na última semana, para conhecer a experiência de Curitiba e do Paraná nas áreas de economia e desenvolvimento tecnológico. O gestor foi recebido pela presidente da Agência, Gina Paladino, e pelo diretor técnico, Armando Moreira Filho.

A agenda do chefe do Executivo municipal na Capital paranaense visou reforçar as tratativas para a efetivação do Parque de Tecnologia e Inovação de Nova Andradina. "Estou buscando parcerias, conhecimento e sinergia para que possamos desenvolver esse importante projeto para o desenvolvimento de Nova Andradina e região", afirmou. 

Acompanhado pela gerente do Sebrae de Nova Andradina, Neire Colman, o chefe do Executivo municipal também visitou empresas em funcionamento na Incubadora de Tecnologia do Senai e conheceu o Observatório da Indústria da Federação das Indústrias do Paraná (FIEP).

"Também debatemos ações com foco na tecnologia e inovação em reunião com o secretário estadual de Desenvolvimento e Planejamento do Paraná, Silvio Barros, e visitamos o Centro de Inovação e Tecnologia do Senai e FIEP, onde existem vários laboratórios de testes neste segmento", comentou o prefeito. 

Economia e educação 

Na ocasião, o chefe do Executivo municipal enfatizou que, com mais de 50 mil habitantes e originalmente de base agrícola, Nova Andradina tem recebido diversos investimentos, entre eles, da Cocamar Cooperativa Agroindustrial, instalada em Maringá (PR).

Hashioka também elencou o crescimento do município na área de educação. 

"Nova Andradina recebeu o primeiro campus do Instituto Federal de Mato Grosso do Sul e também possui uma universidade estadual, que é a UEMS, uma federal, no caso, a UFMS, além de instituições privadas de ensino superior", ressaltou o prefeito.

Na mesma linha, a presidente da Agência Curitiba, Gina Paladino, complementou. "Os ingredientes são os mesmos em todo o mundo: passa pela educação, não só a de longo prazo - de 30, 40 anos -, mas também técnica e tecnológica. Não há como fugir disso", acrescentou. 

Probatec

Imagens:Jaelson Lucas/SMCS

Quanto à implantação da proposta em Nova Andradina, o prefeito Roberto Hashioka reiterou o apoio da Fundação para Pesquisa e Desenvolvimento da Administração, Contabilidade e Economia (Fundace), de Ribeirão Preto (SP), que tem auxiliado o município na efetivação do Parque.

Para a medida, o gestor sancionou a lei que dispõe sobre a criação da Fundação Instituto de Tecnologia e Inovação de Nova Andradina (Finova). A iniciativa corresponde a um dos principais pilares para a instalação do polo e vai ao encontro das diretrizes do Programa de Desenvolvimento Sustentável de Base Tecnológica e de Inovação.

O Probatec é apontado pelo prefeito Roberto Hashioka como uma das prioridades do Governo Municipal para este mandato, com o objetivo de fomentar e proporcionar condições sustentáveis, tecnológicas e inovadoras para o desenvolvimento de Nova Andradina e região, a partir da criação do Parque.

"Fomos pioneiros ao idealizar no passado projetos neste sentido, como a Incubadora de Empresas do APL Polo Nova Costura, uma das primeiras a ser reconhecida pelo Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior. Agora, neste novo momento, estamos empenhados no sentido de fortalecermos o Probatec", disse.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.