Buscar

Jacini comenta deficiências existentes na segurança em Nova Andradina

Secretário estadual de Justiça e Segurança Pública foi entrevistado pelo Nova News nesta terça-feira (25)

De acordo com o Ministério Público, a criminalidade tem aumentado de forma significativa em Nova Andradina, tanto é que um inquérito foi instaurado pela Promotoria de Justiça com objetivo de apurar os motivos do aumento do número de crimes graves na cidade. Uma das preocupações do órgão é a frequente participação de menores nos delitos.

Na última semana, a TV Morena, afiliada da Rede Globo em Mato Grosso do Sul, exibiu reportagem produzida na cidade, tratando deste tema. No material, a equipe abordou as ocorrências frequentes de roubos e furtos ocorridas em diversos pontos de Nova Andradina.

Assista à reportagem da TV Morena

Na reportagem, o delegado regional da Polícia Civil, André Novelli, afirma que a maioria dos crimes registrados está ligada ao tráfico de drogas. O Nova News apurou que, em Nova Andradina, a principal frente de combate ao tráfico é a Força Tática da Polícia Militar que, atualmente, está sem viatura própria.

Imagem: Márcio Rogério/Nova News

Com a situação, os trabalhos do Tático tem sido realizados, de forma improvisada, em uma viatura de trânsito, já que o veículo  próprio está com problemas mecânicos há cerca de 20 dias. Na tarde desta terça-feira (25), o Nova News entrevistou o secretário estadual de Justiça e Segurança Pública, Wantuir Jacini, durante visita à Cidade Sorriso.

O primeiro questionamento feito ao secretário se refere às novas viaturas doadas para Nova Andradina, quatro veículos Fiat Palio. Jacini foi questionado se seria possível quatro ou cinco policiais realizarem um bom trabalho se utilizando de carros deste porte, já que a Força Tática atuam nas rodovias e estradas de toda a região, principalmente nos assentamentos.

Diante da questão, o responsável pela pasta admitiu que é impossível realizar um trabalho de alto nível se utilizando de viaturas de pequeno porte. “Não. De forma alguma é possível que estes policiais façam um bom trabalho sem veículos adequados”, disse.

Wantuir explicou que durante a licitação, as montadoras de caminhonetes não se interessaram em participar do processo, portanto todas as 35 cidades contempladas com as novas viaturas, entre elas Nova Andradina, receberão apenas carros pequenos. Segundo ele, o problema com relação a aquisição das caminhonetes deverá ser resolvido pelo próximo governo.

Imagem: Márcio Rogério/Nova News

O secretário afirmou que para as ações em estradas de terra, é possível utilizar as viaturas antigas, desde que estas sejam submetidas a reformas, o que, nas palavras dele, é um procedimento normal para todos os carros utilizados pela Polícia Militar. Contrariando a afirmação de Jacini, o Nova News apurou que, no caso da viatura da Força Tática, a manutenção não está sendo custeada pelo Estado, mas pela iniciativa privada, através do Conselho Comunitário de Segurança.

IML

Com relação à falta de mais um médico legista para atuar no Instituto Médico Legal (IML) de Nova Andradina, uma vez que, na ausência do único médico lotado para a unidade, o órgão fica desprovido de profissionais, o secretário disse que o problema deve persistir, uma vez que o Estado não tem conseguido compor o quadro. Como exemplo, ele citou o programa nacional Mais Médicos, no qual o Governo Federal ‘importou’ médicos de Cuba devido à ausência dos profissionais no País.

Questionado sobre a possibilidade da implantação do Serviço de Verificação de Óbito (SVO), que agilizaria a liberação dos corpos de vítimas de casos simples, o secretário argumentou que a responsabilidade seria da Prefeitura Municipal, que celebraria um convênio com o Estado. “O SVO não é atribuição do Estado, mas dos municípios. Algumas cidades possuem estas parcerias, outras não”.

Inquérito do MP

Questionado sobre o inquérito instaurado pelo Ministério Público a fim de apurar a elevação da criminalidade e possíveis deficiências na estrutura de segurança em Nova Andradina, Wantuir Jacini respondeu que o Estado de Mato Grosso do Sul é pobre, gera poucos impostos o que, nas palavras dele, acarreta falta de recursos a serem investidos em áreas como Saúde, Educação e Segurança Pública.

“São feitas opções. O Governo vai atender aqui, ou atender ali. Não é que o governante não saiba o que tem que fazer. Não precisa ninguém apontar o que precisa ser feito, pois o que falta para o Estado é dinheiro. Quem for apontar as deficiências, que mande o dinheiro junto para que possamos resolver os problemas”, alfinetou o secretário.

Quem for apontar as deficiências, que mande o dinheiro junto para que possamos resolvê-las
Jacini

O Nova News ainda questionou sobre alto índice de adolescentes envolvidos em práticas criminosas, indagando se seria possível a vinda de uma Unidade Educacional de Internação (Unei) para Nova Andradina, ao que o secretário respondeu que o alto custo, aproximadamente R$ 9 milhões inviabilizaria a medida.

Na ausência de uma Unei, a responsabilidade sobre os menores infratores recai sobre o município. A reportagem constatou que, em Nova Andradina, cerca de 70 adolescentes estariam sob medidas socioeducativas, porém, apenas um profissional estaria responsável por acompanhar estes menores. Ainda na mesma resposta, saindo da questão estrutural, Jacini preferiu abordar material humano, falando sobre os novos agentes que estão sendo enviados para as polícias Civil e Militar. 

 

Saiba mais
  • Ministério Público vai apurar aumento da criminalidade em Nova Andradina

Na entrevista, Wantuir preferiu comemorar os pontos positivos, como as apreensões de drogas realizadas no Estado, bem como a vinda da Agência Estadual do Sistema Penitenciário (Agepen), que passou a administrar a Cadeia Pública de Nova Andradina, que passa a ser considerado presídio.

Também com relação ao tema da Segurança Pública, o Nova News encaminhou, na última semana, algumas questões à Promotoria de Justiça de Nova Andradina, porém, até a manhã desta quarta-feira (26), o site não havia recebido nenhuma resposta ou manifestação por parte do Ministério Público.

No período da manhã, Jacini participou da inauguração da nova sede da Polícia Civil de Nova Andradina e, à tarde, cumpriu agenda no 8º Batalhão da Polícia Militar, onde foi recebido pelo comandante, tenente coronel Emerson Carvalho.

Imagem: Márcio Rogério/Nova News

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.