Buscar

Jogo de abertura da Copa deixa croata residente  em Batayporã  com coração dividido

Ivana Ilic de Andrade, natural da cidade de Senj, na Croácia, há seis anos mora em Batayporã e trabalha em uma loja de confecções em Nova Andradina

O jogo de abertura da Copa do Mundo no Brasil é aguardado por diversas nacionalidades, mas não com tanta ênfase, como para o Brasil e Croácia. O Nova News encontrou uma croata, que mora em Batayporã e trabalha na cidade de Nova Andradina. Ivana Ilic de Andrade, veio para o Brasil há seis anos. Ao falar da Copa, Ivana se enche de orgulho patriota, em poder ver a seleção da Croácia disputar o jogo de abertura com o Brasil. “Amo o Brasil, sou verde amarela, mas nessa Copa, meu coração vai ser branco e vermelho. Minha emoção em ver meu país jogar contra o Brasil é inexplicável. Estou muito feliz e, se sair um empate, pra mim vai ser como se fosse uma vitória”, disse Ivana.

Jogo do Brasil contra Croácia é aguardado com muita ansiedade pela equipe da loja (Foto: Nova News )

Ivana é casada com o brasileiro, professor de educação física, Jean Ricardo de Andrade, com quem tem um filho de seis anos, Gabriel Ilic de Andrade. Há quatro anos, a croata trabalha na Loja de confecções Floraí, em Nova Andradina e, no dia do jogo, chama a atenção pelo fato de usar a camisa da seleção concorrente do Brasil, a Croácia. Entre todas as vendedoras, Ivana é a única que se destaca pelo uniforme estrangeiro.

O Nova News conversou com diversas vendedoras da loja, que acham o fato divertido. “Ela é croata, claro que tem que vestir e torcer para o país dela. Eu faria o mesmo. Nós já fizemos um acordo, vamos torcer para a Croácia nos primeiros cinco minutos de jogo, depois o grito é do Brasil’, diz uma vendedora descontraída.

Vestida para torcer para a Croácia, Ivana chama a atenção dos clientes (Foto: Germino Roz/Nova News )

Uma cliente da loja disse ficar admirada em saber que Ivana é croata. “Por Deus, ela é mesmo croata? Isso é muito legal, gosto dessa diversidade, espero que a Croácia siga bem, mas torço para que o Brasil ganhe”, disse ela em tom de brincadeira. Uma das proprietárias da loja, Juliana Matera, contou ao Nova News que os uniformes do Brasil em tempo de Copa, se tornaram tradição e que isso transmite uma energia para quem vai até a loja. 

 

“É Copa do Mundo! As pessoas buscam o verde e amarelo em tudo que olham. A Ivana usa a camisa do país dela, isso é até descontraído, as pessoas ficam curiosas, por que, ao invés do tradicional verde e amarelo, alguém usa vermelho e branco. Ela tem toda liberdade para se manifestar a favor do país dela, pois o Brasil é cheio de raças e isso é o que nos une”, disse Juliana.

Eliza e Ivana possuem uma grande amizade e a rivalidade entre os times, se torna diversão (Foto: Germino Roz)

Já faz seis anos que Ivana não vai até o país de origem e, durante esse tempo, encontrou uma mãe postiça no Brasil. Eliza Euzébio Vieira trabalha com Ivana desde 2009 e a amizade das duas já se tornou marca registrada na loja. Mas todo esse amor não conseguiu fazer com que a torcida da dona Eliza fosse direcionada para Croácia. “Vou torcer para o Brasil, e ela também vai, depois que a Croácia for eliminada é claro”, diz Eliza.  Ivana conta que esta programando uma viajem para Croácia em 2015. Será a primeira vez que ela voltará ao país, depois de 2007. Segundo ela, o filho do casal, que nasceu no Brasil, ainda não conhece a Croácia.

Trajetória

Por ironia do destino, foi o futebol que uniu o casal. Em 1998, um empresário croata visita o Brasil e seleciona seis jogadores, que treinavam no estado do Paraná, entre eles, estava Jean Andrade, que passou um ano treinando futebol no país de Ivana. O atleta voltou ao Brasil, onde permaneceu por mais quatro anos.

Jean Andrade voltou para Croácia em 2003, onde integrou o time da Novalja, até 2007. Nesse meio tempo conheceu Ivana, que trabalhava como recepcionista no hotel onde Jean morava. Quando voltou ao Brasil, Ivana decidiu embarcar com o atleta, com quem é casada até hoje e tem um filho.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.