Buscar

Klenot, de Batayporã, é o único grupo do interior a se apresentar no Festival A Dança que o Estado Dança

Neste final de semana, o Grupo de Danças Folclóricas Tchecas e Eslovacas Klenot, da cidade de Bayayporã, se apresentou no festival “A Dança que o Estado Dança”, que foi realizado na Concha Acústica Helena Meirelles, unidade da Fundação de Cultura do estado de Mato Grosso do Sul, em Campo Grande.

Com trajes centenários, grupo Klenot se apresentou na Concha Acústica Helena Meireles (Foto: Gustavo Maia)

“A Dança que o Estado Dança” fez parte das celebrações de 37 anos de criação de Mato Grosso do Sul e reuniu nove grupos de danças da cidade de Campo Grande e apenas o grupo Klenot do interior do Estado. Além do grupo Tcheco, também se apresentaram os grupos de cultura árabe, paraguaia, japonesa, boliviana, portuguesa, espanhola, tcheca e eslovaca, além do folclore pantaneiro e gaúcho.

De Campo Grande apresentam-se os grupos “Litani” (dança árabe), “Seishun” (dança japonesa), “T’ikay” (folclore brasileiro-boliviano); “Colônia Paraguaia” (danças folclóricas), “Tradições Portuguesas”, “Embrujos de España”, “Tropeiros da Querência”, “Camalote” e “Ryukyu Koku Matsuri Daiko”.

O Grupo de Danças Folclóricas Tchecas e Eslovacas Klenot tem como objetivo manter as tradições dos povos que hoje compõem a República Tcheca e a Eslováquia. A cultura trazida pelo fundador da cidade de Batayporã, Jan Antonin Bata, e pelos imigrantes da antiga Tchecoslováquia ainda é muito presente no município. Com a dança é possível a integração cultural e a celebração da arte.

(Com informações do site notícias MS).

Imagens: Gustavo Maia

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.