Buscar

Ministério concede mais prazo para estudo da ferrovia que cortará Nova Andradina

Linha Norte/Sul sairá de Estrela DOeste (SP) e irá até Dourados (MS)

O Ministério dos Transportes prorrogou o prazo final para elaboração e apresentação dos estudos técnicos complementares de seis trechos ferroviários e de dois rodoviários para futuras concessões, previstas no Programa de Investimentos em Logística (PIL), a pedido das empresas autorizadas a elaborar as análises. A decisão foi publicada no Diário Oficial da União.

O prazo para os trechos ferroviários entre Açailândia (MA) e Barcarena (PA), Anápolis (GO) e Corinto (MG), Belo Horizonte (MG) e Guanambi (BA) e Estrela D’Oeste (SP) e Dourados (MS) foi ampliado para até 30 de junho. No caso do trecho entre Estrela D’oeste (SP) e Dourados (MS), a linha férrea deverá passar pelo município de Nova Andradina.

Pelo projeto, os trilhos da Ferrovia Norte/Sul devem ter início na cidade paulista, entrar em Mato Grosso do Sul, cortar os municípios de Brasilândia, Santa Rita do Pardo, Bataguassu, Nova Andradina, Angélica, Deodápolis e terminar em Dourados, onde haverá ligação com a Ferroeste, que vai ligar Maracaju (MS) ao Estado do Paraná.

Imagem: Divulgação

Saiba mais
  • Ferrovia que cortará Nova Andradina está com processo adiantado
  • Ferrovia garante desenvolvimento para todo Estado, diz Hashioka

No mês de julho de 2014, foi divulgado que a Ferrovia Norte Sul estaria com processo mais adiantado em relação à Ferrovia Ferroeste. 

 

Naquela ocasião, os responsáveis pela Norte-Sul já haviam encerrado a coleta de subsídios, realizaram reunião participativa em Dourados e avaliado sugestões apresentadas. O estudo previa um traçado de 659 quilômetros.

Para os outros dois, entre Sinop (MT) – Miritituba (PA) e Sapezal (MT) - Porto Velho (RO), a entrega deverá ocorrer até o dia 10 de agosto. Os trechos, que somados equivalem a 4.676 quilômetros de ferrovias, vão viabilizar o aumento da capacidade de escoamento da safra do Centro-Oeste, além de impactar na redução dos custos logísticos.

Rodovias 

Também houve extensão de prazo para a apresentação de estudos para a concessão de trechos das BRs 364/060 (MT/GO) e BRs 163/230 (MT/PA). Com a decisão, as empresas interessadas poderão concluir as análises até o dia 14 de abril.

Segundo a área técnica do MT, as análises têm o objetivo de ampliar o processo licitatório, na medida em que oferecerão aos interessados em participar do leilão bases sólidas para o desenvolvimento de suas propostas, ao mesmo tempo em que atrai, já nesta fase de trabalho, potenciais candidatos à participação nas futuras concessões. 

Uma comissão formada por representantes do Ministério dos Transportes, da ANTT, da Empresa de Planejamento e Logística (EPL) e da Valec, no caso das ferrovias, vai analisar e indicar os estudos passíveis de utilização nos editais das próximas concessões. (Com informações do Ministério dos Transportes).

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.