Buscar

Moradores da Vila Operária recebem água imprópria para o consumo

Problema ocorreu após manutenção na rede existente na Rua Delfino de Matos

Imagem: Márcio Rogério/Nova News

Desde a tarde da última quinta-feira (23), após interrupção no abastecimento de água na região da Vila Operária, em Nova Andradina, o produtor começou a chegar às torneiras dos consumidores de forma imprópria para o consumo. Segundo alguns moradores da Rua Delfino de Matos, não houve nenhum aviso sobre a interrupção do serviço. “Ficamos sem tomar banho de um dia para outro e algumas crianças não tiveram condições nem de ir à escola devido à impossibilidade de fazer sua higiene pessoal”, disse uma dona de casa.

Uma famílias entrevistada pelo Nova News disse ter caixa d’água, porém, o estoque que serviria de reversa ficou completamente sujo com a lama que saía da rede de abastecimento e, inclusive, o reservatório terá que passar por processo de limpeza, que custa em média R$ 150. “A sujeira da água impede que ela seja utilizada até mesmo para limpar a casa, quanto mais para higiene e consumo”, disse um dos moradores.

Imagem: Márcio Rogério/Nova News

Segundo pessoas que moram naquela região, há poucos dias, outra manutenção já havia sido realizada, porém o transtorno teria sido menor. Outra reclamação dos moradores é que uma mesma equipe seria responsável pelo trabalho em vários pontos da cidade, o que, na opinião delas, atrasa o reestabelecimento do serviço. De acordo com os usuários, uma força tarefa deveria ter sido criada para amenizar a falta do recurso hídrico, principalmente nessa época de forte calor.

Outra moradora da região afetada disse que, mesmo passando a água pelo filtro, é impossível bebê-la, já que, nas palavras dela, o gosto de barro é muito forte. Ela também reclama que terá que pagará pela limpeza da caixa d’água. Até a tarde desta sexta-feira (24), a região onde estão as placas de obras continuava sem água, enquanto o trator, juntamente com os operários, atuavam em outro local.

Imagem: Márcio Rogério/Nova News

Sanesul

 

Ainda nesta sexta-feira (24), a reportagem do Nova News manteve contato com a unidade da Empresa de Saneamento de Mato Grosso do Sul (Sanesul) de Nova Andradina onde recebeu a informação de que as obras de manutenção na rede de abastecimento são realizadas por uma empreiteira contratada para esta finalidade e que as pessoas que necessitarem de limpeza em suas caixas d’água devem se dirigir até o escritório da Sanesul.

“Se alguém se sentir prejudicado com sujeira em seus reservatórios, procure a Sanesul com uma conta de água em mãos que vamos abrir uma solicitação a fim de que a empreiteira responsável pelo serviço providencie a limpeza das caixas. Não é justo o consumidor ter que pagar para corrigir um problema que não foi sua culpa”, explica Jair Ribeiro de Oliveira, um dos responsáveis pela unidade. Segundo ele, naquela região, houve o rompimento de uma adutora, porém, já foi realizado o esgotamento e a limpeza dos tubos.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.