Buscar

Municípios da região não reajustaram salários do Magistério, diz Fetems

Angélica, Novo Horizonte do Sul, Bataguassu e Batayporã não efetuaram a atualização salarial e pagam vencimentos com valores de 2015

Município de Nova Andradina aperece no levantamento como uma das cidades que não possui o Magistério Normal Médio (Foto: Divulgação)

Segundo o ranking salarial de 2016, divulgado pela Federação dos Trabalhadores em Educação de Mato Grosso do Sul (Fetems), os municípios da região ainda não reajustaram os salários dos profissionais do Magistério. O cálculo foi efetuado com base em uma carga horária de 40h e 1/3 de hora atividade.

Segundo o levantamento, em MS, apenas Itaporã, Selvíria, Costa Rica, Aparecida do Taboado, Cassilândia, Pedro Gomes Dois Irmãos do Buriti, Camapuã, Porto Murtinho, Rio Verde de MT, Alcinópolis, Terenos e Itaquiraí reajustaram os valores este ano.

Pelo levantamento, Angélica, Novo Horizonte do Sul, Bataguassu e Batayporã ainda não efetuaram a atualização salarial e pagam vencimentos com valores de 2015. Pela tabela da Fetems, as cidades de Anaurilândia, Taquarussu e Ivinhema pagam salários abaixo do piso nacional vigente, no entanto, todos estes aplicam 1/3 de hora atividade.

O município de Nova Andradina aparece no levantamento como uma das cidades que não possui o Magistério Normal Médio e que não aplicam 1/3 de hora atividade. Segundo a Fetems, os dados são fornecidos pelos Sindicatos Municipais dos Trabalhadores em Educação (Simteds), prefeituras municipais e secretarias municipais de Educação. 

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.