Buscar

Museu Itinerante chega à Nova Andradina com reproduções de Van Gogh, Monet e Di Cavalcanti

Exposição reflete o fascínio da humanidade pela água e as interpretações dos artistas sobre a relação do homem e a natureza

Exposição tem início na próxima terça-feira (9) no Museu Municipal (Foto: Natalho Cuer/PMNA)

O Museu Histórico Municipal Antônio Joaquim de Moura Andrade recebe a partir da próxima semana a exposição do projeto cultural Museu Itinerante Monsanto, que reúne reproduções de obras de artistas consagrados, como os franceses Edgard Degas e Claude Monet, o holandês Vincent Van Gogh e os brasileiros Di Cavalcanti e José Pancetti. 

Pela primeira vez em Nova Andradina, a exposição "Arte/Água: essenciais para a vida" ficará instalada até 30 de setembro. A cerimônia oficial de abertura da mostra será realizada na terça-feira (09), a partir das 7h30, no Museu Municipal.

Desenvolvida pela Elo3 Integração Empresarial, com curadoria da artista plástica Vera Barros e patrocínio da Monsanto do Brasil, a mostra reúne 40 reproduções de obras que retratam a importância da água para a vida humana. 

Com o apoio da Prefeitura de Nova Andradina, a exposição é gratuita e aberta ao público, sem necessidade prévia de agendamento. Grupos escolares e outros interessados podem agendar visitas guiadas à exposição por meio da Secretaria Municipal de Educação, Cultura e Esporte (Semec).

"Ao apreciar as obras da exposição com atenção e calma, o visitante poderá se surpreender e ser levado a refletir sobre a maneira como ele se relaciona tanto com a arte, quanto com a água", destacou Vera Barros, responsável pela seleção das obras.

Para a coordenadora de Responsabilidade Social Corporativa e Sustentabilidade da Monsanto, Isabela De Marchi, ampliar o acesso à cultura é uma forma de promover a inclusão social. "Reforçar a importância desse elemento natural, por meio da arte, ilustra também o compromisso público assumido pela Monsanto de trazer ao mercado sementes que reduzam em um terço a quantidade de água usada no campo", comentou. 

Leia também
  • Prefeitura divulga vagas para monitoria de exposição de arte em Nova Andradina

Outra característica do Museu Itinerante Monsanto é a valorização da produção artística das regiões por onde passa, por meio da exposição de obras de artistas locais. Em Nova Andradina, também será exposto o trabalho de Terezinha Miyoko Fujibayashi, artista plástica local.

"Expor reproduções de obras de arte é uma tendência da globalização e uma oportunidade para que as pessoas conheçam a arte, ampliem seus conhecimentos, seus valores e sua curiosidade pelo mundo", explicou Soraya Galgane, diretora da Elo3, empresa realizadora do projeto. 

Viabilizada com recursos privados obtidos por meio da Lei Federal de Incentivo à Cultura (Lei Rouanet), a exposição conta com o apoio institucional da Prefeitura Municipal e da Secretariam Municipal de Educação, Cultura e Esporte.

Sobre a Monsanto

Presente há 50 anos no Brasil, a Monsanto é uma empresa dedicada à agricultura e referência em inovação tecnológica. Pioneira no desenvolvimento de herbicidas, sementes convencionais e geneticamente modificadas, a Monsanto busca soluções sustentáveis que proporcionem aos agricultores produzir mais, conservar mais e melhorar vidas. Para isso, investe anualmente mais de US$ 1 bilhão em pesquisa e novos produtos, além de compartilhar seu conhecimento com produtores para ampliar o seu acesso a modernas tecnologias agrícolas. Desde que chegou ao país, em 1963, a Monsanto cresceu em estrutura e no desenvolvimento de soluções para o campo, o que faz da unidade brasileira a segunda maior e mais importante da companhia em todo o mundo. Cerca de 2.700 funcionários trabalham nas fábricas e escritórios distribuídos pelo Brasil.

No Brasil, a Monsanto produz e comercializa herbicidas, sementes de soja convencional (Monsoy) e geneticamente modificada (tecnologias RoundupReady® e INTACTA RR2 PRO™), sementes convencionais e geneticamente modificadas de milho (Agroeste, Sementes Agroceres e Dekalb), sementes de sorgo, algodão (Deltapine) e, ainda, sementes de hortaliças (Seminis). Em novembro de 2008, passou a atuar no mercado de cana-de-açúcar com a marca Canavialis.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.