Buscar

Mutirão de combate à dengue chega ao Bairro Centro Educacional

A Prefeitura de Nova Andradina continua intensificando ações para combater criadouros do aedes aegypti (mosquito transmissor da dengue). Nesta semana, o mutirão de limpeza está concentrado no Bairro Centro Educacional, considerado um dos mais populosos do município.

Para o enfrentamento, agentes de endemias da Secretaria Municipal da Saúde realizam visitas de casa em casa. Estudos revelam que os depósitos preferenciais do aedes aegypti estão dentro dos domicílios, em vasos e pratos de plantas, bebedouros de animais e caixas dágua. 

Campanha de prevenção à dengue segue nos bairros de Nova Andradina (Foto: Natalho Cuer/PMNA)

A ação também incluiu manejo ambiental como limpeza, remoção de lixo e materiais que possam se tornar criadouros de larvas. Os moradores dos bairros atendidos pelo mutirão nesta etapa poderão ainda colocar entulhos e materiais inservíveis em frente às casas para recolhimento.

De acordo com o secretário municipal de Saúde Sílvio Senhorini, o mutirão já percorreu os bairros São Vicente de Paula, Vila Operária e Santo Antônio. A ação também incluiu as travessas Papoula e Gardênia, além da região central, no trecho compreendido entre a Avenida Ivinhema e a Rua Milton Modesto. 

Os bairros Argemiro Ortega, Bela Vista I e Bela Vista II também foram beneficiados. "Toda equipe do Centro de Controle de Zoonoses, nossos agentes, o Controle de Vetores e nossa equipe de gestão, enfim, toda a Secretaria Municipal de Saúde está empenhada para que a dengue não tenha vez em Nova Andradina", enfatizou. 

O mutirão de combate à dengue promovido pela Prefeitura de Nova Andradina conta ainda com o apoio das secretarias municipais de Serviços Públicos(Semusp) e de Infraestrutura (Seminfra).

Dengue e chikungunya

Os sintomas da dengue são febre, dor no corpo, dor na cabeça e vermelhidão na pele. Aos primeiros sintomas da dengue, a recomendação do Ministério da Saúde é que a pessoa procure o serviço de saúde mais próximo e não tome medicamentos por conta própria. Quem se automedica, pode mascarar os sintomas e, com isso, dificultar o diagnóstico.

A febre Chikungunya é transmitida pelos mesmos mosquitos transmissores da dengue e da febre amarela. Os sintomas também são parecidos com os da dengue, exceto pelas fortes dores nas articulações. Se as dores durarem até 10 dias, a febre é considerada aguda; se durar de 10 dias até três meses é considerada subaguda e se durar acima deste período é classificada como crônica. As dores podem durar até três anos e a doença pode deixar lesões irreversíveis nas articulações.

Os principais grupos de risco da febre são os recém-nascidos, crianças e idosos, sendo que a letalidade para os recém-nascidos pode chegar a 50%. No entanto, a taxa de mortalidade é menor que o da dengue, que é de 2%, contra 1% da Chikungunya. Já houve casos em que o paciente teve as duas doenças ao mesmo tempo.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.