Buscar

No primeiro mês de bandeira vermelha e energia mais cara, Concen alerta

Energia está mais cara desde o dia 01 de agosto

Imagem: Reprodução Facebook/Concen

Cb image default

Desde o dia 01 de agosto, está em vigor a bandeira vermelha patamar 1, que significa que as termelétricas, que geram energia a um custo mais elevado, estão acionadas e o consumidor terá na conta acréscimo de R$ 4,00 a cada 100 kwh consumidos.

É o primeiro mês de vigência da bandeira vermelha de 2019 e o prognóstico é de continuidade, devido ao início do período de estiagem e nível dos reservatórios de hidrelétricas estar baixo – entre 77% e 53%, conforme a região do País. Diante da alteração, o Concen (Conselho de Consumidores da área de Concessão da Energisa MS), fez um alerta para a população através de sua assessoria.

"Iniciamos o período seco, é sempre momento de alerta, principalmente para nossa saúde, porque a umidade do tempo cai e temos que tomar cuidado com o consumo de energia, que começa a encarecer com o despacho de termelétricas. Ainda estamos com a temperatura amena, então nossa dica é estar atento ao chuveiro, não tomar banhos demorados, preferencialmente na posição verão e evitar o quanto possível manter equipamentos no stand by quando não está em casa. É uma energia perdida, embora o consumo seja pequeno, estão gastando energia e ao longo do ano acabam fazendo diferença substancial no gasto", diz a presidente do Concen, Rosimeire Costa.

O funcionamento das bandeiras tarifárias funciona da seguinte maneira: as cores verde, amarela ou vermelha (nos patamares 1 e 2) indicam se a energia custará mais ou menos em função das condições de geração.(*As informações são da Assessoria do Concen)

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.