Sábado, 14 de Dezembro de 2019
Buscar

Nova Andradina - Acusado de tentativa de homicídio é condenado a 3 anos e 4 meses

Réu cumprirá a pena no regime aberto

Imagens: Acácio Gomes / Nova News

Cb image default

Aconteceu nesta quarta-feira (13), nas dependências do Fórum da Comarca de Nova Andradina, o júri popular de Luiz Eduardo Guedes Paião, que acabou condenado a três anos e quatro meses em regime aberto pelo crime de tentativa de homicídio privilegiado*.

O réu respondeu pela acusação de tentar matar um homem com vários disparos de arma de fogo. Os trabalhos do Tribunal Popular do Júri foram conduzidos pela juíza Cristiane Aparecida Biberg de Oliveira.

O fato ocorreu no dia 07 de julho de 2018, em um bar localizado na região da Vila Operária. Segundo a denúncia, Luiz Eduardo e a vítima tiveram uma discussão, momento em que o réu efetuou cinco disparos de arma de fogo contra o homem.

A vítima sobreviveu após ser prontamente socorrida por terceiros até o Hospital Regional (HR) Francisco Dantas Maniçoba.

Cb image default

*O crime praticado pelo réu foi visto pelo Poder Judiciário como tentativa de homicídio privilegiado, ou seja, quando é praticado sob o domínio de uma compreensível emoção violenta, compaixão, desespero ou motivo de relevante valor social ou moral, que diminuam sensivelmente a culpa do acusado.

Com base neste entendimento, a condenação imposta ao réu foi estabelecida no regime aberto.

Outros julgamentos

O mês de novembro foi instituído pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ) como o mês nacional do júri, por meio da Portaria CNJ 69 de 11 de setembro de 2017. O programa visa um esforço concentrado de julgamento dos crimes dolosos contra a vida.

Conforme já havia sido noticiado pelo Nova News, além do julgamento realizado nesta quarta-feira (13), outras sessões do Tribunal Popular do Júri ocorrerão nos dias 19 e 26 deste mês, sempre às 08h, nas dependências do Fórum local.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.