Buscar

Nova Andradina - Cãozinho abandonado e que foi recolhido ao CCZ não resiste e morre

Veterinária explica que casos de abandono são mais comuns do que se pode imaginar

Na manhã desta terça-feira (16), o Nova News teve acesso à informação de que o cãozinho que havia sido abandonado em uma via pública e recolhido pela Polícia Militar Ambiental (PMA) ao Centro de Controle de Zoonoses de Nova Andradina na última semana não resistiu e morreu. O animal que atendia pelo nome de “Pitoco” sofria de uma doença chamada cinomose.

O Nova News acompanhou o caso com exclusividade desde o começo, quando, na sexta-feira (12), um leitor do site encaminhou denúncia à redação, informando que o animal estava abandonado, agonizando em uma rua nas proximidades do Parque de Exposições de Nova Andradina, na região do Bairro Pedro Pedrossian (Pia Cobra).

Cb image default
Imagem encaminhada ao Nova News por um leitor do site mostra o cãozinho no local em que havia sido abandonado - Foto: Internauta

A reportagem, de imediato acionou a PMA de Batayporã e também os voluntários do Projeto Mundo Pet, de Nova Andradina, grupo que atua na defesa dos direitos dos animais. O Mundo Pet foi ao local e constatou a veracidade dos fatos. Mais tarde, a PMA esteve no endereço, recolheu o cachorro, que foi encaminhado ao CCZ e iniciou os trabalhos no sentido de tentar identificar quem seria o autor do abandono.

Horas depois, ainda na sexta-feira (12), o Nova News recebeu nova denúncia, na qual uma moradora do bairro apontava o apelido e o endereço do homem que teria abandonado o “Pitoco”. Ela revelou ainda que o cãozinho teria aparecido já doente naquela região há alguns meses e que os moradores teriam feito uma casinha para ele na praça do bairro, bem como comprado medicamentos que teriam sido prescritos pela veterinária do CCZ, Valesca Picoli.

Segundo a denunciante, como o animal teve uma piora no seu estado de saúde, o acusado teria se encarregado de leva-lo até o CCZ, porém, sem que ninguém soubesse, acabou abandonando o cachorro. Apenas quando o Nova News denunciou com exclusividade o abandono é que os moradores tomaram conhecimento do fato.

Cb image default
Animal foi recolhido pela Polícia Militar Ambiental ao Centro de Controle de Zoonoses, mas não resistiu - Foto: Divulgação / PMA

As novas informações foram passadas pelo Nova News à PMA, que, no sábado (13), conseguiu localizar o infrator, um homem de 53 anos. Após ser encontrado pela equipe policial, ele foi autuado administrativamente e multado em R$ 500,00. O acusado também responderá por crime ambiental de maus-tratos a animais, sendo que, a pena é de três meses a um ano de detenção.

Na manhã desta terça-feira (16), em contato com o CCZ, a reportagem obteve a informação de que “Pitoco” não resistiu e morreu ainda no sábado (13). 

Segundo a veterinária Valesca Picoli, ele tinha cerca de quatro anos e sofria de cinomose, uma doença altamente contagiosa e grave, provocada por um vírus.

Segundo Valesca, esse caso ganhou grande repercussão devido à atuação da imprensa e ao fato de a PMA ter multado o acusado pelo abandono, porém, nas palavras dela, situações de abandono e maus tratos contra animais são mais comuns do que se pode imaginar. “Infelizmente, na maioria das vezes, os casos não aparecem na mídia e não chegam ao conhecimento das autoridades”, lamenta.

Legislação

Segundo o Sargento Anderson, da PMA, a Lei 9.605/98 prevê os maus tratos como crime com pena de três meses a 01 ano e multa de R$ 500,00 a R$ 3.000,00 conforme prevê o decreto 6.514/08. Já o decreto federal 24.645/34 determina quais atitudes podem ser considerados maus tratos, outras práticas são consideradas crimes pela lei.

Como exemplos, o sargento falou que o atropelamento de um animal sem que haja a prestação de assistência por parte do condutor do veículo também é ilegal. “Se presenciar essa situação, anote a placa do carro, hora e local e denuncie”, afirmou. Outras práticas também foram citadas, como envenenamento, agressão, espancamento, omissão de água e comida, bem como obrigar ao trabalho excessivo também são atitudes proibidas.

Denúncia

Denúncias sobre maus tratos animais podem ser registradas junto às Delegacias de Polícia. É possível ainda acionar a PMA pelo telefone (67) 3443-1095 ou o CCZ pelo telefone (67) 3441-4715. O Mundo Pet também se coloca à disposição pelo telefone / Whatsapp (67) 9 9988-8472.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.