Buscar

Nova Andradina - Corpo de Bombeiros de MS ativa resgate aéreo neste mês de novembro

Comandante do Corpo de Bombeiros Militar em Nova Andradina, Major Pablo, juntamente com prefeito de Nova Andradina, Gilberto Garcia e com o secretário municipal de Infra-Estrutura, Júlio César, visitaram o aeródromo municipal

O Corpo de Bombeiros Militar do Estado de Mato Grosso do Sul vai ativar, a partir de novembro de 2019, o serviço de resgate aéreo na Corporação. Ou seja, com o início das atividades, uma aeronave (modelo Baron, prefixo BE-58, ano 1984) estará disponível para realizar atendimentos de socorro aéreo, como transporte de vítima politraumatizada em acidente rodoviário, transporte de órgãos e tecidos humanos e transporte inter-hospitalar de pessoas em estado grave. O serviço poderá contemplar Nova Andradina.

Cb image default
Prefeito, secretário de Infra-Estrutura e comandante local do Corpo de Bombeiros em visita ao aeródromo de Nova Andradina - Imagem: Cedida pelo Corpo de Bombeiros

A novidade do serviço dentro da Corporação é uma conquista para todos sul-mato-grossenses, que poderão contar com ampliação do serviço dos bombeiros militares. O resgate aéreo, cuja operacionalização ficará a cargo do Grupamento de Operações Aéreas dos bombeiros (GOA), atenderá todo estado de Mato Grosso do Sul de acordo com critérios de urgência e emergência pré-estabelecidos visando à eficiência do serviço.

De acordo com o comandante geral dos Bombeiros, Coronel Joilson Alves do Amaral, a disponibilização da atividade especializada da Corporação será democrática. “Iremos atender indistintamente qualquer pessoa no estado cujo quadro de saúde seja grave e requeira celeridade. 

A aeronave aumenta a expectativa de vida e reduz o desconforto da vítima”, pontua o oficial. Ela tem capacidade para seis pessoas, sendo a tripulação mínima 2 pilotos, 1 médico e 1 enfermeiro. O Corpo de Bombeiros Militar de Mato Grosso do Sul possui 5 oficiais pilotos que estarão de plantão para atender as solicitações.

O avião dos Bombeiros é chamado de “aeronave bombeiro 02”, tem autonomia de 4 horas e meia de vôo e é classificado como ambulância aérea tipo E de salvamento aéreo, sendo equipada com kit de resgate aéreo homologado e equipamentos portáteis como cardioversor, bomba de infusão e ventilador pulmonar. Para o transporte de vítimas será necessário que um médico e um enfermeiro tripulem a aeronave.

Nesta quarta-feira (30), o comandante do Corpo de Bombeiros Militar em Nova Andradina, Major Pablo, juntamente com prefeito de Nova Andradina, Gilberto Garcia e com o secretário municipal de Infra-Estrutura, Júlio César, visitaram o aeródromo municipal com o objetivo de reconhecer a pista de pouso e decolagem visando à operacionalização do serviço de resgate aéreo da Corporação.

De acordo com os bombeiros, inicialmente, o serviço de resgate aéreo será ativado mediante demanda dos serviços de saúde e da Corporação, mas, posteriormente, os municípios deverão se conveniar junto ao Corpo de Bombeiros visando a celebração de parceria. (*As informações são do comandante do Corpo de Bombeiros Militar em Nova Andradina, Major Pablo).

Cb image default
Visita no aeródromo teve como objetivo reconhecer a pista de pouso e decolagem visando a operacionalização do serviço de resgate aéreo - Imagem: Cedida pelo Corpo de Bombeiros

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.