Buscar

Nova Andradina – Durante júri, réu tem crime desclassificado e processo pode ser suspenso

Delito deixou de ser visto como tentativa de homicídio e foi qualificado como lesão corporal grave

Imagem: Acácio Gomes / Nova News

Cb image default

Durante júri popular realizado nesta quinta-feira (29) nas dependências do Fórum da Comarca de Nova Andradina, o crime praticado pelo réu Rodrigo Dias dos Santos foi desclassificado e seu processo poderá ser suspenso.

Inicialmente ele era acusado por tentativa de homicídio qualificado. O Tribunal Popular do Júri reconheceu a autoria e a materialidade, mas desclassificou o delito, que passou a ser entendido como lesão corporal grave.

Como a pena mínima para o crime de lesão corporal grave é de um ano de reclusão, a juíza Cristiane Aparecida Biberg de Oliveira, entendeu que é cabível a proposta de suspensão condicional do processo, determinando vistas ao Ministério Público Estadual (MPE).

Segundo a denúncia, no dia 23/06/2016, o réu teria desferido dois golpes de faca nas costas de um homem, sendo que, na avaliação do Ministério Público, ele só não havia matado a vítima porque a faca que utilizava quebrou.

Cb image default

Ainda conforme o documento, o crime teria ocorrido em virtude de uma discussão entre autor e vítima. Na ocasião, a Polícia Militar localizou Rodrigo ainda nas proximidades, sendo que, na Delegacia de Polícia, o acusado teria confessado do crime.

O réu ficou preso entre os dias 24/06/16 e 22/07/16. Atualmente ele responde em liberdade, mora em Fátima do Sul e compareceu ao julgamento para ser interrogado e ter conhecimento da sentença. Com a desclassificação do delito, ele poderá permanecer livre, desde que cumpra algumas medidas a serem impostas pelo Poder Judiciário.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.