Publicado em 08/09/2019 às 08:39, Atualizado em 08/09/2019 às 21:27

Nova Andradina – Mãe se desespera ao aguardar vaga para filha em hospital de Dourados

Garota de 12 anos teria sido diagnosticada com quadro de infecção sanguínea, diz família

Acácio Gomes, Redação Nova News
Cb image default
Na foto, mãe e filha aparecem sorrindo, antes de a garotinha ficar doente. "Agora ela está muito fraca e inchada", disse Rinalda - Imagem: Cedida pela Família

“Desespero”! Esta foi a palavra usada por Rinalda da Silva, de 36 anos, residente no Bairro Centro Educacional, em Nova Andradina, para definir a sensação diante da suposta inexistência de vaga para transferência da filha, Eva Gabriele Silva Soares, de 12 anos, para uma unidade hospitalar de Dourados.

Segundo Rinalda, a garota se encontra internada no Hospital Regional de Nova Andradina, diagnosticada com um quadro de infecção no sangue. “Ela está muito fraquinha e necessita desta vaga para que possa ser examinada por um hematologista e um infectologista”, afirma a mãe.

A moradora relatou ao Nova News que Eva está internada há sete dias e, em suas palavras, por duas vezes foi tentada a transferência da garota para Dourados, porém, é alegada a falta de vaga. “Estou desesperada. Será que o Poder Público pode fazer alguma coisa”, clama ela.

Rinalda disse que tudo começou há aproximadamente 15 dias, quando a filha começou a sentir febre bem como apresentar inchaço e nódulos pelo corpo, sendo que, por meio de exames, ela teria sido diagnosticada com infecção sanguínea.

A moradora autorizou a divulgação do seu número de telefone, caso algum representante do Poder Público queira entrar em contato para colaborar de alguma forma com o caso de Eva. O contato da família é (67) 9 9698-0383.

Como o caso chegou ao conhecimento do Nova News durante o final de semana, o site não conseguiu contato com os setores administrativos da Saúde, mas se coloca à disposição para receber informações sobre eventuais providências pelo e-mail redacao@novanews.com.br ou pelo Whatsapp institucional da redação (67) 9 9619-3999.