Buscar

Nova Andradina reforça investimentos em tecnologia

Referência em Tecnologia e inovação com a implantação do Programa “Internet para Todos”, que assegura Wi-fi gratuito, videomonitoramento em pontos considerados estratégicos e, contribuindo assim, para a Segurança Pública, Nova Andradina vai reforçar os investimentos em tecnologia. Confirmada pelo prefeito Roberto Hashioka, a extensão dos serviços será efetivada através do programa “Cidade Digital”, do Ministério das Comunicações.

O convênio foi formalizado na última semana, durante o lançamento do Serviço de Dados e Voz 3G, em Bonito, com a presença do governador Reinaldo Azambuja e do Ministro das Comunicações, André Figueiredo. “Nosso intuito é democratizar o acesso à internet, facilitando a utilização dos serviços on-line para o cidadão e elevando Nova Andradina ao patamar de Cidade Digital. Projeto que estenderemos a mais regiões com a adesão do município ao programa do Ministério das Cidades”, confirma o chefe do Executivo de Nova Andradina. 

Prefeito Roberto Hashioka formalizou convênio durante a inauguração dos serviços de Dados e Voz no município de Bonito (Imagem: Daniel Silva)

Entre os pontos de Wi-Fi livre já em funcionamento estão as praças Geraldo Mattos Lima e Queneciano Cecílio de Lima, além da Agência Municipal de Habitação (AgehNova), Secretaria Municipal de Serviços Públicos (Semusp) e Ginásio Municipal de Esportes Irmão Bras Sinigáglia.

O pacote de investimentos de investimentos também inclui a instalação de câmeras de videomonitoramento nos pontos de entradas e saídas da cidade, semáforos e órgãos públicos. “Trata-se de um investimento em alta tecnologia, com câmeras de 360 graus. A partir desta ação, temos como meta contribuir de forma efetiva no combate à criminalidade, além de auxiliar, consequentemente, a administração pública”, ressalta o secretário de Administração e Finanças Arion Aislan.

Outra iniciativa já em andamento pelo Governo Municipal é a instalação do programa Discagem Direta à Ramal. “Qualquer órgão da administração pública municipal poderá, sem custos, manter contato telefônico entre si, mesmo que estejam em outra estrutura física, gerando uma economia aproximada de R$ 20 mil por mês”, concluiu o secretário.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.