Buscar

Nova Andradina registra um caso de Gripe A e Vale do Ivinhema conta com 07 casos suspeitos 

De acordo com o último boletim epidemiológico divulgado nesta quarta-feira (20), pela Secretaria de Saúde de Mato Grosso do Sul (SES), Nova Andradina conta com um caso de H1N1 confirmado. O paciente está isolado e recebendo os devidos cuidados. Mais quatro pessoas foram notificadas com suspeita, mas ainda não há confirmação se é mesmo a Gripe A.

Na mesma situação estão Anaurilândia, Angélica e Ivinhema, todas as cidades contam com um paciente em observação. Apesar dos sintomas serem muito parecidos com os da H1N1, a confirmação só se dará após o resultado de exames. Dessa forma o Vale do Ivinhema conta com um caso confirmado e sete notificados.

Primeiro caso de H1N1 é confirmado em Nova Andradina pela Secretaria de Saúde do Mato Grosso do Sul (Imagem: Reprodução / Internet)

De 337 amostras de influenza triadas pelo Laboratório Central (Lacen) de Mato Grosso do Sul, até a última quarta-feira (20), 61 se mostraram positivas para os vírus da Gripe A. Com o vírus Influenza A - H1N1, por exemplo, 50 estão confirmados e os diagnosticados seguem isolados: Aquidauana (1), Aparecida do Taboado (1), Campo Grande (11), Corumbá (1), Dourados (5), Maracaju (3), Nova Andradina (1), Paranaíba (5), Ponta Porã (2), São Gabriel do Oeste (6), Selvíria (3), Sidrolânda (3), Sonora (8).

Segundo a Sesau, o paciente pré-diagnosticado é colocado em observação e tem o exame levado ao Lacen. O médico, por sua vez, não pode esperar o resultado, que demora até dois dias para ficar pronto e já inicia a medicação, com tamiflu. A secretaria municipal garante que os resultados de exames servem apenas para pesquisas e levantamentos, pois antes de qualquer confirmação, o paciente já iniciou seu tratamento.

Os sintomas são parecidos ou até idênticos e, e apesar de não ser o principal método, apenas um exame é capaz de diferenciar um vírus do outro. A dica é procurar um médico assim que os sinais da doença apareçam.

Casos

Os casos notificados com suspeita da Gripe A, já chegam a 163 em 28 municípios de Mato Grosso do Sul. Do início do ano, até o dia 19, conforme divulgado no sexto boletim epidemiológico de influenza, foram registradas três mortes pela influenza A – em Campo Grande, Corumbá e São Gabriel do Oeste.

Mato Grosso do Sul vai receber mais de 720 mil doses de vacinas para atender a campanha de vacinação contra a Influenza deste ano. A campanha terá inicio no dia de 30 de abril com mobilização nacional e segue até o dia 20 de maio. No Estado, o público-alvo corresponde a uma população de 667.922 pessoas e a meta é vacinar 80% deste público.

A Influenza

A influenza é uma doença respiratória infecciosa de origem viral, que pode levar ao agravamento e ao óbito, especialmente nos indivíduos que apresentam fatores ou condições de risco para as complicações da infecção (crianças menores de 5 anos de idade, gestantes, adultos com 60 anos ou mais, portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais). (Com informações do site Midiamax).

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.